Publicidade
Esportes
Uma fera

Após vitória suada, técnico do 3B desabafa sobre situação do time

Muito cobrado por parte da torcida do 3B, o treinador Marcelo Tchelo comemorou a vitória sobre o Penarol, mas não poupou críticas ao torcedores do clube que não sabem das reais dificuldades da equipe 28/10/2017 às 21:20 - Atualizado em 29/10/2017 às 16:01
Show ao
Marcelo Tchelo bateu boca com torcedores do 3B duante o jogo (Foto: Evandro Seixas)
Denir Simplício Manaus (AM)

O duelo entre 3B e Penarol, na noite deste sábado (28), não foi tenso apenas dentro do gramado do estádio Carlos Zamith, mas fora dele também. Durante boa parte do segundo tempo o treinador da Fera da Amazônia, Marcelo Tchelo, teve de administrar a escassez do elenco e a abundância de críticas vinda dos torcedores do próprio time. 

No fim do confronto, com a vitória do 3B sobre o Penarol por 2 a 1 garantida, o treinador falou das dificuldades do jogo e "disparou" contra os fãs desavisados do clube. 

"As dificuldades são essas que vocês estão vendo. A torcida fica falando em cima da minha cabeça, enchendo a p... do meu saco pedindo pra por a Brenda, por fulana, por sicrana. Tá todo mundo machucado, eu tenho só 11 jogadoras. O que é que eu posso fazer?", desabafou o treinador pedindo pro torcedor do 3B acompanhar melhor o time por meio da imprensa.

"Eles (torcedores) deviam ligar mais no Globoesporte, na A Critica e ver o que está acontecendo, porque não tenho culpa nenhuma. Além das jogadoras que estão machucadas, duas foram pro sacrifício.  A Carla torceu o tornozelo durante a semana e a Bianca nem treinou porque está tratando uma inflamação fibular. É difícil pra gente nessa situação, mas tudo bem, vamos pro sacrifício. Mas as pessoas têm de saber o que está acontecendo pra poder cobrar", pontuou o treinador visivelmente irritado.

O resultado deu ao 3B a vantagem de poder  jogar pelo empate no jogo de ida contra o Penarol, em Itacoatiara. No entanto, o treinador tem até a próxima quarta-feira (1º) para tentar recuperar parte do plantel e enfrentar o "caldeirão" do Floro de Mendonça.   

Publicidade
Publicidade