Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
AUXÍLIO

Árbitros amazonense farão parte do plano de ajuda da CBF a profissionais

Entidade máxima do futebol acatou o pedido da associação dos árbitros e vai ajudar os profissionais de arbitragem em todo o país



WhatsApp_Image_2020-04-02_at_20.06.33_3F3EA0DE-9935-4DCA-B64C-8E071C6CFA80.jpeg Foto: Antonio Assis/FAF
04/04/2020 às 06:20

Na última quarta-feira (1º), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acatou o pedido de ajuda da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF) e começou o repasse de valores para ajudar os profissionais de arbitragem do país.

O valor das quantias será distribuído de acordo com a categoria dos árbitros e o pagamento será pelo período de 3 meses, tempo em que as competições devem permanecer suspensas, estima o Ministério da Saúde.



Desde o dia 15 de março, todos os campeonatos de futebol foram paralisados por conta do combate à disseminação do novo coronavírus. Tendo em vista que no Brasil a arbitragem não é profissionalizada - alguns ganham por jogos -, a Anaf entrou com o pedido de auxílio.

A CBF vai pagar R$ 6 mil para quem é árbitro do quadro da Fifa, R$ 3 mil para séries A e B e mais R$ 1,5 mil para os da C e D. O valor total de todo o repasse se aproxima de R$ 900 mil.

Amazonenses ‘no bolo’

O montante recebido da CBF, de acordo com documento enviado pela Anaf à entidade, é um adiantamento de taxas de arbitragem. Portanto, quando o calendário de competições for retomado, a CBF fica desobrigada de efetuar novamente esse repasse.

Vladimir Bastos, presidente da comissão de arbitragem da Federação Amazonense de Futebol (FAF), diz que o pagamento vai ser feito direto entre associação e árbitros.

“Todos os árbitros que estão no quadro da CBF, e estão aptos a trabalharem após o teste físico, vão receber o pagamento. Aqui no Amazonas o Ivan (da Silva Guimarães Junior), a Anne (Keyse de Sá), o Dimmy Yuri (Cardoso) e outros vão fazer parte da ‘cota’”, detalhou o responsável pelos árbitros do futebol amazonense.

Ivan da Silva Guimarães Junior, principal árbitro do Amazonas, avaliou a ajuda neste período tão difícil.

"Muito importante esse auxílio para nós, árbitros. Mostra que a entidade não nos abandonou e se preocupa com a categoria. Neste momento mantenho a forma física, a parte teórica vendo bastante videos de jogos e faço alguns treinamentos psicológicos para quando tudo normalizar, espero que seja breve, estar preparado", detalhou o árbitro.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.