Publicidade
Esportes
Craque

Arena da Amazônia deve ser entregue em dezembro

Atualmente, a arena se encontra com 66,89% de obra concluída e, agora, os operários trabalham na montagem da estrutura metálica, que vai sustentar a cobertura do estádio 17/07/2013 às 11:12
Show 1
Representante da Fifa e do COL visitam Arena da Amazônia e se mostram satisfeitos com andamento das obras
acritica.com Manaus (AM)

Representantes do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo, Ricardo Trade, e da Federação Internacional de Futebol (Fifa) no Brasil, Ron DelMont, visitaram nesta quarta-feira (17), as obras da Arena da Amazônia. Mais cedo, eles participaram de reunião com o governador e com o prefeito de Manaus, Arthur Neto.

De acordo com o coordenador da Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP-Copa), Miguel Capobiango, a visita dos dois representantes teve como objetivo principal apresentar a cidade de Manaus ao representante da Fifa no Brasil, Ron DelMont, já que ele está na cidade pela primeira vez. “Ficamos bastante satisfeitos com essa visita, que serviu para apresentarmos o Ron ao governador Omar Aziz e mostrar para ele o andamento do cronograma das obras”.

Segundo Capobiango, na reunião foi assegurado pelo governador Omar Aziz aos visitantes, que a Arena da Amazônia vai ficar pronta em dezembro deste ano, como havia sido definido anteriormente. Atualmente, a arena se encontra com 66,89% de obra concluída e, agora, os operários trabalham na montagem da estrutura metálica, que vai sustentar a cobertura do estádio.

O diretor-executivo do COL, Ricardo Trade, afirmou que Manaus se encontra em uma situação confortável no que diz respeito ao andamento das obras, que estão dentro do cronograma acertado. “Nós saímos dessa visita muito satisfeitos com o que vimos, com a posição técnica da construtora, da secretaria da Copa e com o compromisso do governador de que até dezembro a arena estará pronta”.

Jogo inaugural

De acordo com Trade, a ideia é, já em janeiro de 2014, realizar um jogo inaugural, que servirá também como o primeiro teste para o evento. Ele também deixou claro que Manaus não é uma preocupação do comitê organizador no que diz respeito às demais obras de infraestrutura e do em torno do estádio e elogiou o andamento da ampliação do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

Ainda segundo o diretor-executivo, daqui em diante, a tendência é que as vindas de representantes das entidades responsáveis pelo mundial se tornem mais frequentes e informou que deve retornar à Manaus nos próximos 40 dias para uma nova vistoria. Em Manaus pela primeira vez, Ron DelMont também se mostrou satisfeito com o que foi apresentado e disse ter gostado bastante da cidade.

*Com informações da Agecom

**Leia mais na edição do Jornal A Crítica desta quinta-feira (18)

Publicidade
Publicidade