Publicidade
Esportes
Craque

Arena da Amazônia tem parte do gramado recuperada e FVO adota novo protocolo para eventos

Com número máximo de pessoas em campo limitado em 20 mil, novo protocolo para realização de eventos no estádio multiuso inclui medidas como o revezamento dos locais de montagem dos palcos e a ampliação da cobertura pelo Easy Floor, material usado para proteger o campo 15/10/2014 às 10:46
Show 1
Campo da Arena da Amazônia já passa por reparos e deve estar em melhor condição para partida entre Flamengo e Botafogo, no dia 25
acritica.com* Manaus (AM)

O diretor-presidente da Fundação Vila Olímpica (FVO), Aly Almeida, informou nesta terça-feira (14), que parte do gramado que apresentou danos na última partida na Arena da Amazônia, entre Botafogo e Corinthians, já recebeu reparos. Todo gramado também está passando por manutenção para a partida entre Flamengo e Botafogo no próximo dia 25. Segundo Almeida, a FVO adotou um novo protocolo para eventos no estádio.

De acordo com o diretor-presidente da FVO, a empresa responsável pela manutenção do campo, a Greenleaf Gramado, informou que utilizou nova técnica para recuperar a parte danificada. ”Para o jogo entre Botafogo e Corinthians, não houve tempo hábil para a grama criar raiz. Agora nesse novo trabalho a grama foi colocada como se fosse uma cirurgia, costurada com fios de silicone”, disse.


O novo protocolo para realização de eventos culturais e de entretenimento na Arena da Amazônia, segundo Almeida, inclui medidas como o revezamento dos locais de montagem dos palcos e a ampliação da cobertura pelo Easy Floor, material usado para proteger o campo. “O limite da fixação dos palcos será um metro atrás do gol, além disso a passagem das pessoas para a montagem do palco será por fora do campo. Também vamos limitar em até 20 mil o número de pessoas no campo durante os shows. Em outros estádios esse número é maior, mas vamos ficar nesse número para proteger o gramado”, detalhou.

O diretor-presidente da FVO também informou que está em fase de finalização a formação de um viveiro de Grama Bermuda Tifton 419, usada na Arena, que funcionará na Vila Olímpica. A medida permitirá substituir 500 m² do gramado de uma só vez. A empresa também deverá providenciar a chegada do equipamento importado chamado Sodcutter, que permite fazer a colheita de grama fora das quatro linhas do campo e transferir para dentro do campo de jogo de maneira eficiente, permitindo o uso do gramado em até três dias depois de replantado.

*Com informações da Agecom

*Confira a galeria de imagens

Publicidade
Publicidade