Publicidade
Esportes
Craque

‘Arenaça decisiva’: goleiro do Nacional avalia duelo com o Remo e conta com apoio da torcida

Rodrigo Ramos acha que “fator casa” será essencial para a luta pela classificação a próxima fase do Brasileirão da Série D. Com os resultados do final de semana, o Naça caiu para a terceira colocação no Grupo A1 do torneio 03/08/2015 às 13:50
Show 1
Rodrigo Ramos quer o apoio da torcida nacionalina na "decisão" contra o Remo.
Denir Simplício Manaus (AM)

De líder à fora da zona de classificação do Grupo A1 do Campeonato Brasileiro da Série D. Esse foi o saldo dos resultados do final de semana da chave do Nacional na luta pelo acesso a Terceira Divisão nacional. O goleiro do Naça, Rodrigo Ramos, avaliou as vitórias de Remo e Rio Branco como previsíveis e alerta que chegou a hora da torcida nacionalina apoiar o time pra voltar á briga pela classificação a próxima fase da competição.

Rodrigo Ramos tem sido um dos pilares da equipe do Nacional e comentou que apesar de já esperar a queda para a terceira colocação, não acha que o time vai sofrer com a pressão por uma vitória contra o Remo na próxima segunda-feira (10), na Arena da Amazônia.

“Isso já era esperado por todos nós. Tanto a vitória do Remo, como a do Rio Branco. Não vejo como pressão, mas como uma responsabilidade maior. Até porque vamos enfrentar um concorrente direto, que hoje está na liderança. E dependendo... até podemos voltar ao G-2”, comentou o camisa 1 do Leão da Vila Municipal.

A equipe do Remo assumiu a ponta da chave ao bater o Náutico-RR por 3 a 0, na Arena Verde, em Paragominas, no Pará. Na segunda posição está o Rio Branco, que passou pelo Vilhena, na Arena da Floresta, em Rio Branco, no Acre, ao vencer o time de Rondônia pelo placar de 2 a 1.

“Tanto Remo como Rio Branco fizeram dois jogos em casa e tiveram 100% de aproveitamento. O Nacional não. Nós vamos fazer nosso segundo jogo. Isso tem feito a diferença, o fator casa. Acredito que se nós vencermos temos tudo pra voltarmos ao grupo dos dois classificados à próxima fase. Mas repetindo, existe a responsabilidade, mas pressão não. Porém, temos de ter a consciência de todo jogo a partir de agora todo jogo pra nós é uma final”, enfatizou Ramos.

Hora do Mais Querido

Com quatro pontos em três jogos, o Nacional precisa vencer o Remo e ainda torcer pro um tropeço do Rio Branco contra o Náutico-RR, na próxima rodada, pra figurar no G-2 do Grupo A1. Com saldo de apenas um gol contra quatro do Leão do Pará, o Naça teria de golear o time de Belém pra voltar a zona de classificação da chave. Rodrigo Ramos pediu o apoio da torcida no duelo decisivo da próxima semana.

“Acho que o momento da torcida apoiar. Eles tem um papel fundamental e nesse momento da competição o fator torcida nesse quesito jogar em casa faz toda a diferença. Então a gente espera, que apesar do Remo ter uma boa torcida aqui em Manaus, nós esperamos que a maior parte seja do Nacional e que eles possam nos ajudar nesse momento na competição”, finalizou.

Nacional e Remo se enfrentam na próxima segunda-feira, às 20h30, na Arena da Amazônia. Uma vitória do Leão da Vila pode embolar o Grupo A1, um revés contra o Leão paraense deixa a situação do time amazonense bastante complicada na chave.  


Publicidade
Publicidade