Publicidade
Esportes
SELETIVA

Arqueiro indígena do Amazonas garante vaga para Pan-Americano na Colômbia

O atleta tem sido precursor de muitas conquistas para a modalidade no Amazonas. Ele já havia conseguido ir para o Pan-Americano, mas pela categoria Juvenil, e agora irá pelo adulto 04/05/2018 às 14:16
Show tiro
(Foto: Mauro Neto/Sejel)
acritica.com* Manaus (AM)

O atleta amazonense Gustavo Paulino do Santos, 21, que faz parte do Centro de Treinamento de Alto Rendimento da Amazônia (Ctara), garantiu vaga para o Pan-Americano de Tiro com Arco, em seletiva realizada na última segunda-feira (30) em Maricá, no Rio de Janeiro. O atleta, que é de origem indígena, conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

O atleta tem sido precursor de muitas conquistas para a modalidade no Amazonas. Ele já havia conseguido ir para o Pan-Americano, mas pela categoria Juvenil, e agora irá pelo adulto.

Nesta seletiva, a disputa foi muito acirrada, uma vez que Gustavo ficou em 2º lugar duelando com nomes importantíssimos que, inclusive, participaram das Olímpiadas Rio 2016, como Bernardo Oliveira, que arrematou o 1º lugar. Nesta seletiva, a arqueira Graziela Paulino, que é irmã de Gustavo, ficou em 4º lugar.

Jogos Sul-Americanos e Pan-Americano

Gustavo já estava classificado para competir nos Jogos Sul-Americanos que será em Cochabamba na Bolívia, de 30 de maio a 7 de junho. Agora, além do desta competição, ele terá que se preparar para ir para Medelín, na Colômbia, em setembro, onde ocorrerá o Pan-Americano.

Segundo o técnico da equipe amazonense, Aníbal Fortes, além de ser um feito inédito a conquista da vaga para o Pan-Americano pode colocar o atleta nas olimpíadas de 2020, no Japão.

“Essa vaga tem uma importância imensa. Primeiro porque é a primeira vez que um atleta indígena amazonense participa de uma competição tão respeitada, como é o Pan-Americano. O Gustavo se mostra cada dia melhor, em ótimo momento. Essa competição do Pan, também vale vaga para os jogos Pan-Americanos de 2019, que classifica para as Olímpiadas de 2020 no Japão”, destacou Aníbal.

*Com informações de assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade