Publicidade
Esportes
Craque

Arthur Zanetti, Martine Grael e Kahena Kunze são os Melhores Atletas de 2014

Flávia Saraiva foi escolhida a Atleta da Torcida. Cerimônia foi realizada pelo COB no Theatro Municipal do Rio de Janeiro 17/12/2014 às 08:48
Show 1
Martine Grael, Arthur Zanetti e Kahena Kunze, eleitos os Melhores Atletas do Ano do Prêmio Brasil Olímpico 2014
acritica.com ---

O ginasta Arthur Zanetti e as velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze são os melhores do esporte olímpico brasileiro em 2014. Após votação de um colégio eleitoral, o anúncio dos Melhores Atletas do Ano foi feito na cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico, organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) na noite desta terça-feira, dia 16, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Novidade da tradicional festa de gala do esporte brasileiro, o troféu de Atleta da Torcida foi para a ginasta Flávia Saraiva, que brilhou nos Jogos Olímpicos da  Juventude Nanquim 2014, em agosto. Além dos troféus, os destaques do ano receberam um prêmio de R$ 30 mil. (Veja fotos da premiação aqui)


O Prêmio Brasil Olímpico fechou com chave de ouro o ano do esporte brasileiro. Além de atletas e ex-atletas olímpicos de diversas modalidades, estiveram presentes à cerimônia o presidente do COB e do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman; o ministro do esporte, Aldo Rebelo; o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão; a vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional e presidente da comissão de coordenação do Rio 2016, Nawal El Moutawakel; presidentes de Confederações Brasileiras Olímpicas, entre outras personalidades.

“O Prêmio Brasil Olímpico vem destacar a excepcional campanha dos atletas brasileiros esse ano. Estamos construindo uma história de grandes resultados em conjunto com as Confederações Brasileiras Olímpicas e com o Ministério do Esporte. Hoje, nesta cerimônia, estamos celebrando a evolução do esporte brasileiro”, disse Carlos Arthur Nuzman.


Arthur Zanetti, Melhor Atleta do Ano do Prêmio Brasil Olímpico 2014. Foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto/COB


Em 2014, o atual campeão olímpico das argolas conquistou a medalha de prata no Campeonato Mundial, em Nanning, na China, e ainda a medalha de ouro no Meeting Internacional de Santos, na Copa do Mundo, em Anadia, Portugal, nos Jogos Sul-americanos, em Santiago, e no Pan-americano da modalidade, no Canadá. Arthur Zanetti já havia sido eleito o melhor atleta brasileiro de 2012, ano em que conquistou o ouro olímpico.

“É mais complicado disputar um prêmio como esse do que competir nos Jogos Olímpicos. Lá eu já sei o que fazer. Aqui eu dependo do voto dos outros. Fiquei muito nervoso, mas ainda bem que deu tudo certo”, disse Arthur Zanetti. “Dedico essa conquista a toda a minha família e a todos que treinam comigo. Esse prêmio é mais um reconhecimento ao meu trabalho, o que motiva ainda mais para seguir treinando e evoluindo para representar bem o Brasil”, completou o campeão olímpico.

O ano de 2014 não poderia ter sido melhor para as velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze. Disputando a classe 49er FX, a dupla foi campeã nas etapas de Hyeres e Palma de Mallorca da Copa do Mundo, no Evento Teste dos Jogos Rio 2016 e na Semana Olímpica de Garda, na Itália. As atletas conquistaram o ouro no Campeonato Mundial de Vela, na Espanha, e encerraram o ano eleitas como as melhores velejadoras do mundo pela Federação Internacional. Esse ano, atletas que competem juntos, em duplas do vôlei de praia ou vela, por exemplo, como Martine e Kahena, não concorreram entre si, mas de forma conjunta.

“É uma grande honra receber o Prêmio Brasil Olímpico. Nós não estávamos esperando. Se fosse possível, eu dividiria com todos os atletas que concorreram”, disse Kahena Kunze. “Apesar de sermos uma dupla, a nossa equipe é um time. Quero agradecer a todo o nosso time. Sem ele, nós não teríamos chegado aqui”, disse Martine Grael.  

Escolhidos por um colégio eleitoral formado por especialistas do esporte, Arthur Zanetti, Martine Grael e Kahena Kunze tiveram concorrentes de peso na disputa pelo troféu de Melhor Atleta do Ano: Ana Marcela Cunha (maratona aquática) e Mayra Aguiar (judô), no feminino; Marcus Vinicius D´Almeida (tiro com arco) e Tiago Splitter (basquete), no masculino.

Para o prêmio de Atleta da Torcida, o COB selecionou atletas ou duplas que marcaram o esporte brasileiro em 2014, seja por sua performance, exemplo de superação, conquista inédita ou por suas atitudes e condutas.   A definição do vencedor desta categoria foi feita pelo público, que votou através das mídias sociais, Facebook e Twitter. A ginasta Flávia Saraiva recebeu 23% do total de votos, provando que, além de talento, tem imenso carisma. “Estou surpresa por receber esse prêmio, que é muito importante pra ginástica brasileira. Espero que o meu esporte seja cada vez mais reconhecido”, disse Flávia.

“Eu concorri com atletas consagrados de diversas modalidades e realmente não esperava ganhar. Esse prêmio me motiva ainda mais para tentar conquistar medalhas nos Jogos Olímpicos Rio 2016”, completou a ginasta.


Lais de Souza ao lado de Flavia Saraiva, vencedora do prêmio Atleta da Torcida. Foto: Bruno Miani/Inovafoto/COB


Um dos momentos mais emocionantes do Prêmio Brasil Olímpico 2014 foi a entrega do prêmio Atleta da Torcida. O anúncio da vitória de Flávia Saraiva foi feito pela ex-ginasta Lais Souza, de volta ao Brasil após quase um ano de tratamento de lesão na coluna em Miami, nos Estados Unidos. Lais foi aplaudida de pé por todos os presentes ao Municipal. “Obrigada a todos. Estou muito emocionada por estar presente a esta noite especial. Quero agradecer a todos os que estão me ajudando e a todos os que rezaram por mim durante todo este tempo. É muito bom estar de volta ao Brasil”, disse Lais.

Concorreram ao Atleta da Torcida com Flávia Saraiva: Cesar Cielo (natação), Diego Hypolito (ginástica artística), Isaquias Queiroz (canoagem velocidade), Marcus Vinícius D’Almeida (tiro com arco), Matheus Santana (natação), Tiago Splitter (basquete), Aline Ferreira (luta), Larissa e Talita (vôlei de praia), Martine Grael e Kahena Kunze (vela), Mayra Aguiar (judô) e Sheilla Castro (vôlei).

Além dos Atletas do Ano e do Atleta da Torcida, os destaques de 2014 em cada uma das 43 modalidades (ver lista abaixo) também receberam seus troféus na festa do COB. O evento também prestou um tributo especial aos medalhistas nos Jogos Olímpicos da Juventude Nanquim 2014, realizados em agosto.

A 16ª edição do Prêmio Brasil Olímpico homenageou ainda o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima com o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, por representar os valores éticos, esportivos e morais que marcaram a trajetória de Adhemar. Também receberam prêmios os melhores treinadores do ano, Morten Soubak (handebol) e Jesus Morlán (canoagem velocidade), e os Melhores Atletas dos Jogos Escolares da Juventude.

Os melhores de 2014 em cada modalidade:

Atletismo – Fabiana Murer
Badminton – Lohaynny Vicente
Basquete – Tiago Splitter
Boxe – Robson Conceição
Canoagem Slalom – Ana Sátila
Canoagem Velocidade – Isaquias Queiróz
Ciclismo BMX – Renato Rezende
Ciclismo Estrada – Rafael Andriato
Ciclismo Mountain Bike – Henrique Avancini
Ciclismo Pista – Flavio Cipriano
Desportos na Neve – Isabel Clark
Desportos no Gelo – Isadora Williams
Esgrima – Renzo Agresta
Futebol – Neymar Junior
Ginástica Artística – Arhtur Zanetti
Ginástica de Trampolim – Camila Lopes Gomes
Ginástica Rítmica – Angélica Kvieczynski
Golfe – Rafael Becker
Handebol – Eduarda Amorim
Hipismo Adestramento – João Victor Oliva
Hipismo CCE – Márcio Jorge Carvalho
Hipismo Saltos – Álvaro Affonso de Miranda Neto (Doda)
Hóquei Sobre Grama – Bruno Mendonça
Judô – Mayra Aguiar
Levantamento de Peso – Fernando Reis
Lutas – Aline da Silva Ferreira
Maratona Aquática – Ana Marcela Cunha
Nado sincronizado – Giovana Stephan
Natação – Matheus Santana
Pentatlo Moderno – Yane Marques
Polo Aquático – Felipe Perrone
Remo – Fabiana Beltrame
Rúgbi – Julia Sardá
Saltos Ornamentais – Cesar Castro
Taekwondo – Edival Marques (Netinho)
Tênis – Marcelo Melo e Bruno Soares
Tênis de Mesa – Hugo Calderano
Tiro com Arco – Marcus Vinícius D´Almeida
Tiro Esportivo – Rodrigo Bastos
Triatlo – Pâmela Oliveira
Vela – Martine Grael e Kahena Kunze
Vôlei de praia – Juliana e Maria Elisa
Vôlei – Fabiana Claudino

Os Melhores do Ano em todas as edições do Prêmio Brasil Olímpico:

1999 – Maurren Maggi (atletismo) e Gustavo Kuerten (tênis)
2000 – Leila Barros (vôlei) e Gustavo Kuerten (tênis)
2001 – Daniele Hypolito (ginástica artística) e Robert Scheidt (vela)
2002 - Daniele Hypolito (ginástica artística) e Nalbert (vôlei)
2003 – Daiane dos Santos (ginástica artística) e Fernando Meligeni (tênis)
2004 - Daiane dos Santos (ginástica artística) e Vanderlei Cordeiro de Lima (atletismo)
2005 – Natália Falavigna (taekwondo) e João Derly (judô)
2006 – Laís Souza (ginástica artística) e Giba (vôlei)
2007 – Jade Barbosa (ginástica artística) e Thiago Pereira (natação)
2008 – Maurren Maggi (atletismo) e Cesar Cielo (natação)
2009 – Sarah Menezes (judô) e Cesar Cielo (natação)
2010 – Fabiana Murer (atletismo) e Murilo Endres (vôlei)
2011 - Fabiana Murer (atletismo) e Cesar Cielo (natação)
2012 – Sheilla Castro (vôlei) e Arthur Zanetti (ginástica)
2013 – Poliana Okimoto (maratona aquática) e Jorge Zarif (vela)


Com informações do Comitê Olímpico do Brasil (COB)

Publicidade
Publicidade