Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020
ORGULHO DA TERRA

Atacante amazonense vence título por time de Santa Catarina

Vestindo as cores do atual campeão da Série D, Brusque-SC, Ronan Freitas, 24, conquistou o seu primeiro título pelo ‘Quadricolor’, a Copa Santa Catarina, no último domingo (24), após bater o Marcílio Dias nos pênaltis



862dc24d-6cc5-403a-b8f6-0053464fc505_B9F1261F-48A2-47EE-90FA-B8286C59D0DC.jpg Foto: Divulgação
25/11/2019 às 22:32

Vestindo as cores do atual campeão da Série D, Brusque-SC, o atacante amazonense Ronan Freitas, 24, conquistou o seu primeiro título pelo ‘Quadricolor’, a Copa Santa Catarina, no último domingo (24), após bater o Marcílio Dias nos pênaltis.

Há dois meses e meio atuando na Região Sul do país, o camisa 18 do Marreco (alcunha do Brusque) teve atuações tímidas no torneio, com seis partidas e apenas um gol marcado, na semifinal da competição estadual, na goleada de 4 a 1 diante do Atlético Tubarão.



Bastante eufórico pela conquista, Ronan relatou sobre o momento no atual clube.

“É uma experiência única jogar num campeão brasileiro. E estar sendo campeão da Copa Santa Catarina não poderia ser melhor”, destacou o atacante.

Apesar de pouca idade, o jogador amazonense está em sua segunda passagem pelo futebol sulista. Ele aproveitou para falar da rápida adaptação.

“Eu já sabia do futebol daqui desde quando estava no futebol do Amazonas, porque já tinha jogado no São Borja-RS. Então já sabia que ia encontrar um futebol de muita marcação, de muita força, e graças a Deus pude me sair bem. E agora é comemorar bastante pelo trabalho que a gente fez na competição”, ressaltou o amazonense.

Futuro a ser definido

Com o calendário do Brusque cheio para temporada 2020, com a disputa de Copa do Brasil, Série C do Brasileiro e Campeonato Catarinense, o atacante Ronan despistou a respeito de continuidade no clube.

“Fiz o meu melhor, aproveitei as oportunidades como se fosse meu último respirar, ajudei o Brusque da melhor maneira que pude. Mas essa questão de renovação e onde eu vou jogar isso não cabe a mim, cabe ao meu procurador Mozart Carlos e à assessoria da KSports. O que vai ser daqui para frente, as negociações, cabem a eles, não a mim”, comentou.

“E eu vou aproveitar para comemorar, curtir o título. É merecido. E o futuro eu deixo que eles resolvam, e como sempre digo, cabe a eles toda essa parte extracampo”, finalizou o atacante amazonense do Brusque.

News 48367672 1136721996505445 2342939255929569280 n 2dad860c 0057 4e2e b7f5 f53181960f2f
Repórter do Craque
Jornalista formado na Ufam, campus de Parintins. Estudante de pós-graduação em jornalismo esportivo na Universidade Estácio de Sá. Repórter do Caderno de Esporte ‘Craque’ de A Crítica desde novembro de 2018.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.