Quarta-feira, 27 de Outubro de 2021
MATADORA

Atacante do JC lidera artilharia do Brasileirão Feminino - Série A2

Com cinco gols marcados em três jogos, a camisa 9 Fabíola é atualmente a maior goleadora da segunda divisão nacional



WhatsApp_Image_2021-06-03_at_09.37.29_C62F51C7-B9CF-41A9-93E0-CA43A60559E5.jpeg Foto: Marcos Mendonça
03/06/2021 às 11:01

Três jogos, cinco bolas na rede e média de 1,67 gols por jogo, equivalente a um gol a cada 54 minutos em campo. Esses são os números de Fabíola, atacante do JC FC e artilheira do Brasileirão Feminino - Série A2.

Diretamente responsável pela boa campanha do Tigre do Velha Serpa, Fabíola se sente à vontade atuando por uma equipe ‘da casa’. Nascida em Itacoatiara, a centroavante do JC veio como um dos nomes de peso para a disputa da competição. Com passagens por equipes expressivas, como Iranduba e Fortaleza - adversário do fim de semana -, a jogadora de 30 anos vestiu a camisa 9 do Tigre e mostrou que não estava a passeio.



Em entrevista ao A Crítica, Fabíola comentou sobre o momento que vem vivendo no clube de Itacoatiara, disse estar feliz por ser a atual goleadora máxima da segunda divisão nacional e fez questão de ressaltar que, embora seja a artilheira da equipe e da competição, não teria conseguido sem a ajuda do restante da equipe. 

“Primeiramente agradeço a Deus e, em segundo, as minhas companheiras de equipe, por esse momento especial. É sempre bom estar brigando por artilharia”, comentou a atacante, que quando questionada se estava surpresa com a ótima campanha do JC até aqui - duas vitórias e uma derrota em 3 jogos, pelo grupo B -, frisou que o ‘jogo jogado’ é que faz a diferença. 

“Como o clube JC é uma criança ainda, estreando em competições nacionais, claramente era apontado como um time que somente iria participar. E, graças a Deus, estamos aí brigando pela vaga. Estamos em segundo no grupo e mostrando que o futebol é jogado dentro das quatro linhas”, comentou.

Troca de gentilezas

O treinador da equipe, Fernando Lage, foi só elogios quando falou do momento da atacante. Para ele, Fabíola é uma "matadora" e que, na frente do gol, ela é letal.

“A Fabíola é matadora, falha pouco na cara do gol, trabalha muito e sabemos que podemos contar com ela”, disse Lage, mostrando que a comissão técnica conta com o faro de gol da camisa 9.

Por outro lado, Fabíola também elogiou o trabalho do Mister, falando em tom bem humorado que, às vezes, é difícil compreender o que é pedido por uma diferença de sotaques, mas que no final, a coesão entre técnico e jogadoras fala mais alto.

‘A gente acaba não entendendo o professor às vezes, pelo fato dele ser português, mas perguntamos e ele explica de novo, tem uma boa metodologia de trabalho”, ressaltou.

Lei do ex?

Tida como uma lei quase infalível no Brasil, a 'Lei do Ex' pode se fazer presente no jogo do Tigre da Velha Serpa no próximo domingo (6). Isso porque Fabíola defendeu as cores do Fortaleza em 2020, fazendo seis jogos, mas sem marcar gols. A artilheira do JC fez questão de enfatizar o entrosamento do adversário - líder do grupo -, mas lembrou que pode fazer valer a lei que é o terror de qualquer torcedor.

“O Fortaleza é uma equipe bem entrosada e esperamos que seja um bom jogo. Se Deus quiser, irá ter a lei do ex”, finalizou Fabíola, de forma descontraída.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.