Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
INCÊNDIO

Após incêndio, atleta amazonense fala sobre instalações no CT do Flamengo

Foi decretado três dias de luto oficial no Rio de Janeiro, e os jogos do fim de semana do Campeonato Carioca foram adiados



atleta_3C67270A-29A9-4D53-8816-20E778CE538D.JPG Foto: Arquivo AC
08/02/2019 às 15:15

Algumas perguntas ficam em aberto sobre o incêndio que deixou dez mortos e três feridos no Centro de Treinamento do Flamengo, situado no bairro da Vargem Grande, na cidade do Rio de Janeiro.

Um dos atletas das categorias de base que escapou foi Ronald Vitor, 13. O jovem jogador é natural de Manaus e por ter moradia no Rio de Janeiro, não dormiu no alojamento do Ninho do Urubu. Conhecido como 'Ronald Manaus', o volante da base do clube carioca disse que havia energia no local, mesmo após a forte chuva que atingiu a cidade. E também relatou sobre as instalações dos dormitórios.

“Lá tinha ar condicionado, tinha tudo, tinha janela, que inclusive dava pra passar uma pessoa pela janela, mas raramente ficava aberta. O ar condicionado que queimou lá”, disse Ronald.

A rotina diária de treinos da equipe começava às 7h30, mas um dia antes ao incêndio foi cancelado por inviabilidade gerada pelo temporal. Ronald afirmou que o treino não ocorreu pois não haviam condições para fazer as atividades no local.

Parceira de Futebol

Apesar de mais novo nas categorias base, Ronald comentou a respeito do convívio com os jogadores que foram vítimas no incêndio. “Era muito bom, nós brincávamos e fazíamos tudo juntos dentro do centro de treinamento, nós viajávamos juntos. Eu joguei com eles duas vezes no ano passado pelo campeonato carioca sub 14, no jogo das oitavas e das quartas de final. Eles me davam muitos conselhos, me davam apoio, falavam pra eu não ficar nervoso, eram excelentes, jogavam até na seleção brasileira”, comentou.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.