Quarta-feira, 03 de Junho de 2020
CONQUISTA

Atletas amazonenses conquistam 12 medalhas em 1º campeonato virtual de Kata

Com uma grande proporção de participantes, os realizadores cogitam programar a realização de um Campeonato Brasileiro Virtual da categoria



photo_2020-04-06_16-00-02_1C8FCF0B-CEDF-4013-81DC-3C53B0922BC7.jpg Foto: Arquivo pessoal
06/04/2020 às 16:40

O esporte tenta de toda maneira sobreviver em meio à pandemia da Covid-19 e a tecnologia tem sido uma ótima ferramenta de ajuda. Com base nisso, realizou-se o primeiro Campeonato Virtual de Kata no último sábado.

A ideia surgiu da Federação Brasileira de Karatê, juntamente, com a professora de Minas Gerais, Duda Dojo. A competição de nível nacional teve início, às 15h, e o Amazonas teve 12 medalhistas. As medalhas virão pelos correios e serão entregues na Federação de cada estado que participou.



Na próxima semana, acontecerá o Campeonato Brasileiro da modalidade.

O Kata é uma sequência de movimentos técnicas de ataque e defesa, cujo fito é proporcionar ao praticante o aprendizado mais aprofundado da arte e, simultaneamente, experiência de luta. Logo, é praticado individualmente.

O presidente da Federação Amazonense de Karatê Washington Melo explica como foi o critério de avaliação dos participantes.

“No primeiro momento, avaliamos os atletas e são duas notas, uma para o critério técnico, a outra pelo o critério atlético, essas notas são somadas. Cada atleta em sua casa uniformizado para caracterizar o real compromisso que temos com o karatê, mandam os vídeos para a arbitragem para a avaliação”, disse. 

Com uma grande proporção de participantes, os realizadores cogitam programar a realização de um Campeonato Brasileiro Virtual da categoria. 

“Foram mais de 100 atletas participando. Foi uma proporção muito grande. Acredito que o primeiro Campeonato Brasileiro vai acontecer no próximo final de semana, aqui é um teste e já tivemos uma adesão muito forte, temos atletas de renome internacional participando”, contou.

A competição de nível nacional, conteve 21 categorias. Ao total foram 12 medalhistas. No lugar mais alto do pódio ficaram: Felipe Santiago Pacífico, Carlos Eduardo Moraes de Faria, Daniela de Freitas Maciel, Gelivane dos Santos Lopes.

Já Nathália Christine Moraes de Faria, Ielon Silvino Maria, Jean Lucas Silva de Oliveira, Morgana de Souza Santiago Pacífico ficaram com a prata enquanto Ronald Rosa Lima, Caroline Manani Yokota, Rafael Adão Marques, Gilliard Pires de Menezes e Matheus Coelho levaram o bronze.

O amazonense Carlos Faria, campeão da categoria cadete, contou a experiência de participar da competição virtual.

"Foi muito diferente. Quando pensamos na emoção de uma competição ao vivo, com torcida e adrenalina, ficamos um pouco retraídos. Prefiro a angústia de aguardar o resultado e estar frente a frente ao adversário, mas, só a oportunidade de estar competindo já valeu. Estar participando de algo inovador é muito gratificante e, graças a Deus, eu aproveitei a oportunidade" revelou o atleta.

Carlos é o faixa preta mais novo do Brasil; 1° do ranking brasileiro de karatê na modalidade kata e kumitê; Tricampeão Brasileiro de Karatê; Campeão Pan-Americano na modalidade Kumitê e vice na modalidade Kata em Guayaquil-Equador; além de ser atleta da Seleção Brasileira de Karatê.

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.