Domingo, 19 de Maio de 2019
CLASSIFICADOS

Atletas de luta olímpica do AM se classificam para o Pan-americano, na Argentina

Daniel Alves e Kenedy Pedrosa venceram seletiva, nas suas categorias, e irão representar a seleção brasileira no Pan-americano



luta_5E3FEC5B-A593-4E13-8A9B-1ABD659EC292.JPG
Foto: Divulgação
21/01/2019 às 09:37

Os lutadores amazonenses Daniel Alves (Ctara) e Kenedy Pedrosa (Marinha do Brasil) conquistaram vaga na Seleção brasileira de Wrestling, ao vencerem o Trials Nacional de Luta Olímpica, que aconteceu neste fim de semana, no Rio de janeiro. Os atletas ganharam todas as lutas que fizeram no Trials, garantindo vaga nas suas respectivas categorias, para representar o Brasil no Pan-americano de Luta Olímpica que acontece em abril, na Argentina – uma competição, que por sua vez – é classificatória para os Jogos Pan-americanos. 

Primeira classificação na Sênior

Daniel Alves foi o melhor atleta no Estilo Livre até 57 kg, após vencer as cinco lutas que fez na seletiva. Ele treina com Waldeci Silva, na Vila Olímpica de Manaus, e falou que, com a classificação para o Pan, conseguiu um feito inédito na sua carreira.

“Foi minha primeira competição do ano e já uma seletiva. Foi uma competição muito importante, para ver quem está bem treinado, que está aguentando lutar. É meu primeiro ano como Sênior, mas desde o meu primeiro ano na categoria Júnior que eu venho lutando bem, vindo aos Brasileiros, e eu sempre batia na trave, mas dessa vez foi diferente, nova geração, deu tudo certo, consegui ganhar e hoje sou o número um da minha categoria”, disse ele.

Superação

O lutador de luta Greco-romana, Kenedy Pedrosa (-72 kg), vive no Rio de janeiro desde 2014, conta que fez uma boa preparação para a seletiva, e a preparação deu resultado no tatame. “Foram duas lutas no sábado, uma com um lutador de São Paulo e outra com um do Rio Grande do Norte, e eu ganhei as duas por superioridade técnica. A final iria ser hoje com o mesmo rapaz com quem lutei no dia anterior, mas ele não compareceu, e eu venci por w.o., me classificando, assim, para o Pan-americano”, conta ele. 

Mas sua vitória é diária. É que Kenedy explica que precisa conciliar os treinos e competições á sua rotina de trabalho na Marinha e estudo. “Isso afeta meu preparo, mas não desisto; dei meu melhor para chegar bem nessa seletiva, e lutar aqui no Rio me ajudou porque não arquei com custos de uma viagem”, disse ele.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.