Em casa

Atletas amazonenses de renome nas artes marciais comentam treinos em casa

A Crítica entrou em contato com grandes expoentes do MMA amazonense: Ketlen “Fenômeno” Vieira, Larissa Moura e Cosme Júnior. Eles comentaram sobre o delicado cenário imposto pela quarentena

Lucas Henrique
15/05/2020 às 21:59.
Atualizado em 10/03/2022 às 08:33

(Foto: Acervo Pessoal)

As artes marciais estão passando por um dos momentos mais ‘estranhos’ de sua história, em razão da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Grandes organizações como o UFC realizam seus eventos sem a presença de público, lutas canceladas devido à infecção de atletas e principalmente a paralisação das academias - onde os lutadores muitas vezes passam mais tempo do que na própria casa. 

Ontem (14), o A Crítica entrou em contato com grandes expoentes do MMA amazonense: Ketlen “Fenômeno” Vieira, Larissa Moura e Cosme Júnior. Eles comentaram sobre o delicado cenário imposto pela quarentena: os treinos em casa que se tornaram a única alternativa, o fator psicológico e também riscos de uma eventual retomada precoce das atividades em grupo. 

“Infelizmente os treinos em casa não são adequados para preparação das lutas profissionais. Servem apenas pro lutador manter o ritmo e peso, mais pelo lado físico mesmo. Essa doença veio para mostrar que ninguém é melhor que ninguém, agora estamos todos na mesma situação complicada”, destacou Fenômeno, atual 7ª colocada do peso-galo no UFC - acumula cartel de dez vitórias e uma derrota -, que passa o período de isolamento na casa de sua mãe, em Manaus. 

Já Larissa Moura, atleta da academia Cosme Júnior, está com três vitórias e um revés na carreira. Ela iniciou sua trajetória no MMA em 2017 e já enfrenta uma ‘barra pesada’ pelo drama vivido fora dos octógonos.

“A ansiedade em casa é inevitável. Foi algo que pegou todos nós de surpresa. Estou tentando manter uma rotina de treinos, caso ainda tenha alguma competição neste ano. Como sou acadêmica de educação física, tento adaptar tudo da melhor forma. Claro que não é a mesma coisa, mas prefiro prezar pela saúde”, disse a guerreira natural de Parintins, que pretende seguir os passos de Fenômeno. 

O mestre Cosme Júnior, especialista em Muay Thai, grande responsável por lapidar tanto Ketlen, quanto Larissa, teve de fechar as portas momentaneamente da academia que leva seu nome. Ele revela implantar o sistema de aulas online, enquanto o decreto estadual de suspensão de atividades, que vai até dia 31 deste mês, estiver em vigor.

“A vida tem de vir em primeiro lugar, sempre prezando pela saúde dos nossos alunos. Não podemos arriscar. O que tenho feito, como alternativa, são as aulas online. Tem sido um sucesso, só da pessoa estar se exercitando, liberando endorfina ela tá trabalhando o psicológico”, comentou o professor que coleciona histórias de sucesso dentro do seu centro de treinamento.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por