Publicidade
Esportes
LUTA LIVRE

Campeonato Mundial de Luta Livre em Manaus é marcado por superação de atletas

Realização do campeonato na capital amazonense é inédita; evento no Ginásio Poliesportivo do Amazonas contou com a participação de 300 atletas 21/08/2017 às 14:02 - Atualizado em 21/08/2017 às 17:41
Show luta livre vitoria
Maria Ximenes venceu a disputa mesmo após machucar o braço durante o combate, e ficou emocionada. (Fotos: Emanuel Mendes Siqueira/Emanuel Sports)
Jéssica Santos Manaus - AM

Manaus teve o privilégio de sediar, no último domingo (20), o primeiro Campeonato Mundial de Luta Livre Olímpica, que contou com a participação de 300 atletas das categorias juvenil até a máster, em busca de glórias, nos tatames montados no Ginásio Poliesportivo do Amazonas. O campeonato teve a chancela da Federação Internacional de Luta Livre Esportiva para acontecer.

João Victor, 15, é faixa laranja, e se sagrou vencedor juvenil, mesmo estando lesionado. “Não consegui impor muito bem meu ritmo, pois tive lesão numa costela há duas semanas, e fiquei sem treinar, mas saí com a vitória, e hoje sou campeão mundial de luta livre”, disse. João luta, além da luta livre, submission, jiu-jítsu, luta olímpica e grappling. “Agora quero focar no jiu-jítsu e luta livre, mas quando eu tiver 18 anos, posso pensar no MMA”, explica.

Maria Ribeiro Ximenes, 15, venceu de forma impressionante, após machucar o braço durante a luta. Ela visivelmente sofria muito com a dor, mas se superou para vencer. “Na hora que machuquei meu braço, pensei em desistir, mas olhei para o meu mestre Carlos Mota, e me dei conta de que todo meu treinamento ia ser em vão, então continuei lutando com dor mesmo, e quando venci foi uma felicidade grande. Ganhar esse campeonato significa tudo para mim, me dediquei de forma intensa para isso”, disse Maria.

Publicidade
Publicidade