Publicidade
Esportes
Craque

Barezão: Remanescentes do título de 2013 e do vice de 2014 tiram lições para o Princesa do Solimões

Presente não só no título de 2013 como na final da histórica virada do Nacional no ano seguinte, Deurick é um dos que podem compartilhar a experiência com os mais novos 04/06/2015 às 16:14
Show 1
Deurick se diz mais maduro e pode influenciar positivamente a equipe
Felipe de Paula Manaus (AM)

Campeão amazonense pela primeira vez em 2013 e vice em 2014, o Princesa do Solimões tem na experiência de jogadores remanescentes destas duas temporadas um trunfo para tentar reverter a vantagem do Fast para a partida de volta da semifinal do Campeonato Amazonense, neste domingo, às 18h, na Colina. Para garantir a vaga na final, o Tubarão precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença.

Segundo o jovem Lacraia, atletas como Deurick, Nando, Amaral, no clube desde 2013, além de Amaral e Baé, desde 2014, vem compartilhando com os companheiros as lições tiradas das históricas campanhas de 2013, que rendeu ao time de Manacapuru o inédito título amazonense, e de 2014, cuja final tem sido tratada pelos jogadores e comissão técnica como bom exemplo das reviravoltas que o futebol pode dar.

“Quando acabou o jogo (de ida contra o Fast), alguns jogadores ficaram de cabeça baixa, normal. Aí os meninos que já estão aqui há mais tempo nos chamaram, dizendo que não está nada acabado. A gente tem como exemplo o Nacional, que  fez no próprio Princesa no ano passado”, disse o jogador.

Presente não só no título de 2013 como na final da histórica virada do Nacional no ano seguinte, Deurick diz é um dos que podem compartilhar a experiência com os mais novos.

“Todos os dias a gente coloca isso nas nossas rodas. Costumamos lembrar de 2013, de tudo  que a gente fez, o companheirismo, a união que existiu naquele ano, isso é sobrenatural”, disse Deurick, que também diz tirar lições da derrota de 2014.“A gente costuma aprender mais na derrota do que na própria vitória. Em 2014 faltou equilíbrio, até mesmo da minha parte. Hoje sou mais centrado”, diz o jogador.

Publicidade
Publicidade