Terça-feira, 21 de Maio de 2019
Craque

Barezinho 2015: Nacional e Princesa de novo frente a frente em nova ‘decisão’

Os garotos do Leão da Vila encaram os meninos do Tubarão pelas quartas de final do Amazonense de Juniores. Repetindo o duelo da final do Barezão 2015, a rivalidade agora é nas categorias de base



1.jpg
Equipe de Juniores do Princesa deve viajar para Manaus quatro horas antes do duelo com o Naça.
07/07/2015 às 11:51

Nacional e Princesa do Solimões parecem estar mesmo convictos de se manter como a maior rivalidade atual no futebol amazonense. Com três finais seguidas entre os profissionais, agora é a vez da garotada da base. Naça e Tubarão entram em campo nesta quarta-feira (8), às 15h, no CT Barbosa Filho, na Zona Centro-Sul da capital, lutando por uma vaga nas semifinais do Campeonato Amazonense de Juniores.

Para o técnico do Princesa, Mateus Moraes, a rivalidade entre as duas equipes existe. No entanto, sua equipe está focada em jogar futebol e tem até apoio psicológico antes dos jogos. “Estamos procurando trabalhar com eles a parte psicológica. Batemos um papo... uma conversa pra falar sobre problemas pessoais até para manter o foco na partida”, disse.

Moraes também comentou sobre a rivalidade entre as duas equipes e disse que seu time saberá manter a frieza na partida desta quarta. “A rivalidade sempre existiu. Eles sabem que é um clássico, mas tem de se manter quietos e jogar bola”, afirmou.

Morgado não vê rivalidade

Em contrapartida ao que pensa o treinador do Princesa, o técnico do Nacional, Paulo Morgado acha que a rivalidade entre Leão e Tubarão não chega aos Juniores. “Não penso que essa rivalidade chegue até as equipes inferiores (categorias de base). São times jovens e pensam apenas em jogar futebol”, analisou.


Na espera da confirmação de Hayllan – o jogador corre o risco de ficar de fora por suspensão -, Morgado elogicou o jogador, mas disse que tem atletas à altura caso tenha de substituí-lo. “Hayllan vem atuando bem, mas temos outros jogadores que podem o substituir. Vamos primeiro esperar se ‘limpam’ os cartões de uma fase para outra”, explicou o treinador.

“Nossa preocupação maior é revelar jogadores para o time principal do Nacional. Não adianta nada sermos campeões se daqui a algum tempo esses jogadores não serão aproveitados”, disse o técnico nacionalino avaliando a gestão do clube na luta por revelar novos talentos para o futebol local.

Naça e Princesa entram em campo às 15h desta quarta, no Centro de Treinamento Barbosa Filho pelo mata-mata do Barezinho 2015. Quem vencer avança pras semifinais do torneio. Como teve melhor campanha, o Leão da Vila joga por um empate pra seguir vivo na competição. Ao Tubarão só resta vencer pra continuar na luta pela taça dos Juniores.      




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.