Publicidade
Esportes
JOGÃO

'Batalha do Abacaxi': 3B vence Iranduba por 3 a 2 na Arena da Amazônia

Em tarde pra lá de inspirada da atacante Paola Villamizar, autora dos três gols do 3B, o time comandado por Sérgio Duarte manteve o tabu de jamais ter perdido para o rival desde que ingressou ao futebol profissional 12/10/2018 às 21:03
Show 3b 43da508a b477 4fbd bf23 511bad179ee9
Foto: Denir Simplício
Denir Simplício Manaus (AM)

Na quarta edição da "Batalha do Abacaxi", o 3B da Amazônia venceu o Iranduba por 3 a 2, na tarde deste sábado (12), na Arena da Amazônia, e manteve a invencibilidade sobre o heptacampeão amazonense. Em tarde de 'hat-trick' da venezuelana Paola, a Fera mostrou superioridade sobre o Hulk e terminou a fase de classificação do Estadual Feminino como líder do torneio.

Em tarde pra lá de inspirada da atacante Paola Villamizar, autora dos três gols do 3B - Kelen e Elisa Lopes diminuíram para o Iranduba -, o time comandado por Sérgio Duarte manteve o tabu de jamais ter perdido para o rival desde que ingressou ao futebol profissional. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima sexta-feira (19), na grande final do Campeonato Amazonense 2018, em jogo marcado para a Arena da Amazônia.

Tabu mantido

O quarto duelo da história entre 3B e Iranduba - disputado desde o ano passado - foi válido pela terceira e última rodada da fase de classificação do Barezão Feminino e era apontado apenas como um jogo para cumprimento de tabela. Haja visto que as duas equipes já estavam garantidos na final do certame desde o meio de semana. Mas quem pensava que o clima da partida seria amistoso se enganou redondamente.

A recente, mas ávida, rivalidade entre Hulk e Fera pode ser vista desde os minutos iniciais. Com elenco recheado, o técnico Igor Cearense poupou quase todo o time titular na última rodada visando a primeira vitória sobre o 3B. No entanto, foi a equipe do bairro Aparecida que saiu na frente. A venezuelana Paola recebeu passe açucarado de Giovanna e, aos 31 minutos, fuzilou o gol de Maike. 1 a 0 pra Fera.

Ferido, o Hulk correu atrás do prejuízo e pressionou a Fera. Depois de perder algumas chances claras, o Iranduba chegou ao empate aos 35 minutos pelso pés de Kelen, que acertou o angulo da goleira Lisbeth Castro. 1 a 1 e clima tenso nas arquibancadas da Arena.

 

Conhecido pelo famoso episódio do abacaxi - quando jogou um abacaxi na frente do banco de reservas do Iranduba no primeiro jogo entre as duas equipes -, o mandatário do 3B, Bosco Bindá Brasil, e seu desafeto declarado, Lauro Tentardini, diretor de futebol do Hulk, viram o jogo terminar igual na primeira etapa. No entanto, muitas emoções ficaram guardadas para o segundo tempo.

Logo aos 4 minutos de jogo, Paola, mais uma vez mostrou porque é a artilheira máxima do Barezão Feminino. A venezuelana foi lançada pela direita e bateu cruzado, sem chances para Maike e recolocou a Fera no comando do placar: 2 a 1.

Igor Cearense mudou meio time do Hulk na intenção de virar o jogo para o Iranduba, mas foi a Fera que voltou a mostrar sua força. Aos 23 minutos, Paola não perdoou falha do sistema defensivo do Verdão e ampliou o placar para 3 a 1. Festa do lado da torcida do 3B.

Mais bem postado em campo com as entradas de Rafinha e a recém-chegada Cláudia Soto, o time dirigido por Sérgio Duarte se fechou atrás e tentava matar o jogo nos contragolpes. O Iranduba ainda diminuiu o marcador com Elisa Lopes, que tentou de longe e contou com a ajuda providencial da goleira Lisbeth. O árbitro do jogo ainda precisou do auxílio do bandeirinha para validar o segundo tento do Hulk no jogo, mas ficou nisso. Placar final 3 a 2 para o 3B.

A quinta edição da Batalha do Abacaxi acontece na próxima sexta-feira (19), às 20h, na Arena da Amazônia, na finalíssima do Amazonense Feminino da temporada. Mesmo terminando a fase de classificação como líder, o 3B, que tenta o primeiro título de sua história profissional, não terá vantagem alguma sobre o Hulk, atual heptacampeão do torneio.

Publicidade
Publicidade