Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
Bons de 'peteca'

Amazonas brilha no Norte/Nordeste de Badminton, na Paraíba

Equipe amazonense, formada por sete atletas, conquistou sete medalhas na competição, foram três de prata e quatro de bronze.



WhatsApp-Image-20160529.jpg Delegação contou com sete atletas, dois técnicos e um dirigente. (Foto: Divulgação)
30/05/2016 às 11:09

Estreantes na 2ª Copa Norte-Nordeste de Badminton, o Amazonas fez bonito e não deixou a "peteca cair", na competição realizada no último fim de semana, em João Pessoa, na Paraíba. Foram sete medalhas conquistadas, sendo três de prata e quatro de bronze.

A delegação amazonense viajou com sete atletas, Mahele Nunes, Elielson Nunes, Alessandra Gomes, Francisco Brigido, Gabriel Lyon, Lucas Manuel e Vitor Vinícius; dois técnicos, Nilma Menezes e Fernando Taffarel e um dirigente Ricardo Pina.

Os atletas que representaram o Estado fazem parte do Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Elisa Bessa Freire e da Escola Estadual Cacilda Brau Pinto, ambas localizadas na Zona Leste de Manaus.

O destaque foi para Mahele Nunes, que conquistou duas pratas, na categoria simples e dupla feminina, a amazonense ainda foi bronze na dupla mista (homem e mulher) com Gabriel.

No masculino, Gabriel Lyon arrastou uma prata, na disputa simples, e dois bronzes, na dupla masculina com Francisco Brigido e mista (Mahele). A última medalha da equipe veio com o técnico e também jogador, Fernando Taffarel com o bronze na dupla masculina junto com o amazonense, Lucas Manuel.

O dirigente e presidente da Federação Amazonense de Badminton (FAMbd), Ricardo Pina, comemorou o resultado da equipe “Foi nosso primeiro Norte-Nordeste, nós viajamos com a menor delegação, com 10 pessoas, e tivemos o melhor índice técnico da competição,  chegamos em sete semifinais,  de nove possíveis. De  oito atletas, conquistamos sete medalhas. É um marco histórico para a modalidade no Amazonas”, destacou Pina.

Badminton

O Badminton é um esporte muito parecido com o tênis, mas ao invés das bolas, são utilizadas petecas (volante ou birdie). A modalidade foi criada na Índia com o nome de ‘poona’. Sua primeira aparição nos Jogos Olímpicos foi em Munique, em 1972, mas em forma de demonstração, assim como em Seul de 1988, somente nas Olimpíadas de Barcelona em 1992 que o esporte foi incluído de fato.

O esporte pode ser praticado na forma individual (um contra um) ou por duplas simples (masculino ou feminino) e duplas mistas (masculino e feminino).

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.