Publicidade
Esportes
CAMPEONATO

Botafogo bate Bahia com gol de jogador que atuou graças a efeito suspensivo

Classificado às oitavas de final da Copa Libertadores, o Botafogo entrou em campo disposto a pontuar no Brasileiro 28/05/2017 às 20:25
Show k j lk
(Foto: Botafogo/Divulgação)
Agência Estado

O Botafogo conseguiu a sua segunda vitória seguida no Campeonato Brasileiro ao superar o Bahia, por 1 a 0, nesta noite de domingo, no estádio Nilton Santos, o Engenhão, pela terceira rodada. O gol da vitória foi marcado pelo volante Bruno Silva, que só foi escalado por conta de uma liminar que lhe garantiu efeito suspensivo.

Ele foi punido por três jogos de suspensão na sexta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por chutar uma bola em direção ao árbitro Bráulio da Silva Machado, no jogo de estreia diante do Grêmio, no Sul, no qual o time carioca perdeu por 2 a 0. Agora vai aguardar o julgamento do recurso pelo Tribunal Pleno do STJD. A vitória deixou o Botafogo com seis pontos, em sétimo lugar. O Bahia, que estacionou nos três pontos, figura em 13º lugar.

Classificado às oitavas de final da Copa Libertadores, o Botafogo entrou em campo disposto a pontuar no Brasileiro. Perdeu fora para o Grêmio e ganhou da Ponte Preta em casa, ambos pelo mesmo placar: 2 a 0. O Bahia, aliviado pela conquista da Copa do Nordeste, também esperava pontuar, mesmo com o cansaço de seus jogadores. Estreou com goleada sobre o Atlético-PR, por 6 a 2, mas depois perdeu para o Vasco por 2 a 1.

O JOGO - Nem bem o jogo tinha começado e o Bahia deu o primeiro susto na defesa do Botafogo. Renê Júnior apareceu na área para testar firme, mas Gatito Fernández saltou bonito e agarrou a bola. Isso aos três minutos. Aos sete minutos, o volante Bruno Silva recebeu cartão amarelo por uma entrada de sola em cima de Zé Rafael.

O Botafogo não conseguia chegar na frente, sentindo a ausência de Roger, substituído por Joel. A única chance real aconteceu aos 34 minutos, numa cobrança de falta de Camilo. Ele encobriu a barreira, mas mandou a bola para fora. Quando o empate parecia certo, saiu o gol. Edson perdeu a bola no meio campo e Rodrigo Pimpão inverteu a jogada para Bruno Silva pelo lado esquerdo da área. Ele percebeu a saída do goleiro Jean e tocou por cima com categoria. Um golaço do jogador suspenso.

O segundo tempo começou movimentado. O Botafogo quase ampliou numa cabeçada à queima roupa de Bruno e que Jean espalmou. Depois, aos seis minutos, Zé Rafael chutou na área e Gatito salvou com o pé direito. No minuto seguinte, ele pegou a bola com a ponta dos dedos, após tentativa de desvio de Edgar Junio.

O Botafogo, nos contra-ataques, chegou com perigo, mas sempre com finalizações erradas. Assim aconteceu com Camilo e Joel. Mas quem salvou a equipe foi Gatito Fernández num bombardeio baiano aos 23 minutos. Ele espalmou cabeçada de Lucas Fonseca, rebateu o chute de Edgar Junio e depois, com a barriga, evitou o gol de Renê Junior.

Em outro erro na saída de bola do Bahia, o time carioca quase marcou. Desta vez, Guilherme apareceu na pequena área para desviar, mas o goleiro Jean rebateu, evitando o segundo gol. Os últimos dez minutos foram de pressão baiana, mas sem chegar ao empate.

Na quarta rodada, o Botafogo vai fazer o clássico com o Flamengo, domingo cedo, às 11 horas, no Maracanã. Antes, porém, na quarta-feira, vai até Recife (PE) para enfrentar o Sport pelo jogo de volta das oitavas da Copa do Brasil. Em casa, o time carioca venceu por 2 a 1, então joga pelo empate. O Bahia só joga na segunda-feira à noite, na Fonte Nova, diante do lanterna Atlético-GO, pelo Brasileiro.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 1 X 0 BAHIA

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Victor Luís; Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, João Paulo (Gilson) e Camilo (Mateus Fernandes); Rodrigo Pimpão e Joel (Guilherme). Técnico: Jair Ventura.

BAHIA - Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Edson (João Paulo Queiroz), Renê Júnior, Régis (Juninho), Allione e Zé Rafael (Gustavo); Edigar Junio. Técnico: Guto Ferreira.

GOL - Bruno Silva, aos 43 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (PR).

CARTÕES AMARELOS - Bruno Silva (Botafogo); Matheus Reis (Bahia).

RENDA - R$ 165.520,00.

PÚBLICO - 6.838 pagantes (7.886 ao total).

LOCAL - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro.

 

Publicidade
Publicidade