Terça-feira, 25 de Junho de 2019
Fogão sem gás

Botafogo perde para o Madureira na estreia do Cariocão 2017

Tricolor Suburbano não deu moleza para o Alvinegro Carioca e venceu por 2 a 0; o veterano atacante Souza "Caveirão" marcou um dos gols da vitória do Madureira



klaooa.JPG Fogão jogou mal e caiu diante do Madureira (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
25/01/2017 às 17:02

Em um jogo de forte calor no primeiro tempo e campo pesado e chuva na etapa final, o Botafogo não encontrou seu melhor futebol e perdeu por 2 a 0 para o Madureira, nesta quarta-feira (25), em Moça Bonita. Com gols de Souza, o "Caveirão", e Geovane Maranhão, o Tricolor Suburbano apagou o Fogão e conseguiu os primeiros pontos no Cariocão 2017, em partida válida pela Taça Guanabara.

O próximo adversário do Botafogo é o Nova Iguaçu, sábado, às 17h, no Estádio Nilton Santos. Na próxima quarta-feira (1º), o time da Estrela Solitária estreia na Libertadores, contra o Colo Colo (CHI), também no Estádio Nilton Santos, o Engenhão.

O jogo

Sob o forte calor de Bangu, o Botafogo começou melhor, mas teve dificuldades de imprimir um ritmo mais forte. Afinal, o início de temporada e a temperatura, além do adversário, complicavam o jogo. Aos 8 minutos, Airton mostrou categoria, deu dois chapéus e sofreu falta. Na cobrança, Jonas bateu bem, na direção do ângulo, mas Rafael fez grande defesa. A resposta do Madureira veio em contra-ataque, com Douglas Lima entrando na cara do gol e finalizando por cima.

Principal armador do Botafogo, Montillo chamou o jogo e tentou arriscar de longe, com perigo. Aos 17, ele cruzou, Jonas dominou na área e chutou para fora. Dois minutos depois, após jogada ensaiada, Roger cabeceou e Rafael salvou o Madureira de novo.

Fogão não teve gás pra segurar o Madureira (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

A partida teve um período morno, sem lances relevantes, até que o Botafogo voltou a ameaçar no fim do primeiro tempo. Aos 39, Jonas recebeu passe de Rodrigo Lindoso, clareou e soltou a bomba de esquerda, para fora. Aos 42, foi a vez de Lindoso tabelar com Rodrigo Pimpão e finalizar com perigo.

Na etapa final, o Madureira voltou mais ofensivo. Levou perigo duas vezes em cobranças de falta de Júlio César, espalmadas por Gatito Fernández. O Botafogo ameaçou com Renan Fonseca e com Rodrigo Pimpão, que de cabeça obrigou Rafael a se virar para evitar o gol. O arqueiro voltou a aparecer ao espalmar cruzamento fechado de Montillo, aos 19.

Até que, aos 24, o Madureira achou seu gol. O árbitro inverteu uma falta que seria favor do Botafogo, o adversário cobrou, Ruan entrou livre pela direita e cruzou para Souza marcar.

O Botafogo partiu em busca do empate e quase conseguiu aos 27, quando Sassá tentou duas vezes, foi travado na primeira e parou no goleiro na segunda. A reação foi freada pelo segundo gol do adversário, aos 33, quando Souza deu bom passe e Geovane Maranhão tocou na saída de Gatito. Placar final: Madureira 2 a 0.

*Com informações da assessoria 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.