Publicidade
Esportes
COPA DO BRASIL

Botafogo faz 3 a 0 no Atlético-MG e se classifica às semifinais da Copa do Brasil

O resultado nesta quarta-feira confirmou o amplo retrospecto favorável ao Botafogo no confronto contra o Atlético Mineiro na Copa do Brasil 26/07/2017 às 21:40
Show 0
Estadão Conteúdo

O Botafogo segue em sua campanha de superação e raça na temporada. Nesta quarta-feira, de forma calculista e inteligente, derrotou o Atlético Mineiro por 3 a 0, no estádio do Engenhão, no Rio, devolvendo a derrota por 1 a 0 na ida em Belo Horizonte, e se classificou às semifinais da Copa do Brasil. Os gols saíram nos momentos chave do duelo - no início e no fim do primeiro tempo e no final da partida, acabando com qualquer esperança atleticana.

O resultado nesta quarta-feira confirmou o amplo retrospecto favorável ao Botafogo no confronto contra o Atlético Mineiro na Copa do Brasil. Esta foi a quarta vez que os dois se enfrentaram na competição - as outras foram em 2007, 2008 e 2013 -, sendo três pelas quartas de final, e em todas o time carioca eliminou o rival de Belo Horizonte.

As semifinais, contra Santos ou Flamengo, serão nos dias 16 e 23 de agosto. Um sorteio na próxima segunda-feira definirá os mandos de campo. Mas o Botafogo pensa agora no Campeonato Brasileiro. Neste sábado, pela 17.ª rodada, enfrentará o São Paulo, às 16 horas, novamente no estádio do Engenhão. E ainda está vivo na Copa Libertadores - venceu o Nacional, no Uruguai, por 1 a 0, no duelo de ida das oitavas de final.

O Atlético Mineiro, mesmo com a estreia do técnico Rogério Micale, segue em má fase. Volta as atenções para o Brasileirão, onde buscará a reabilitação neste domingo contra o Coritiba, às 16 horas, no estádio Couto Pereira, em Curitiba. Também está vivo nas oitavas de final da Libertadores, mas terá de reverter a derrota por 1 a 0 para o Jorge Wilstermann, na Bolívia.

Em campo, o Botafogo não deu tempo para o Atlético Mineiro respirar. Logo aos cinco minutos, já conseguiu devolver o placar da ida com o gol do zagueiro argentino Joel Carli, dando uma de centroavante dentro da área. Após rebote de escanteio da direita, Bruno Silva tentou um voleio, mas a bola saiu fraca e sobrou para Carli tocar para as redes.

O gol deixou o time mineiro atordoado. Sem saber o que fazer em campo, o Atlético Mineiro era um amontoado de jogadores correndo atrás da bola. Com calma, o Botafogo manteve a posse de bola e poucas vezes foi ameaçado no primeiro tempo. E fez o segundo, aos 41 minutos, em grande jogada pela esquerda. João Paulo recebeu lançamento, driblou Luan e cruzou na entrada da pequena área, onde bem colocado estava Roger para cabecear no canto esquerdo de Victor.

Para a segunda etapa, Rogério Micale tratou de mexer na estrutura do Atlético Mineiro. Colocou Rafael Moura e Rafael Carioca nos lugares de Robinho e Yago, respectivamente, e o time melhorou. Passou a ter mais organização no ataque e passou a incomodar Jefferson, que precisou fazer algumas defesas - uma delas com a cabeça.

O Botafogo, calculista, sofreu para jogar no contra-ataque, mesmo sabendo que um gol do Atlético Mineiro mudava todo o cenário do confronto. Teve alguns desperdiçados, mas garantiu a classificação aos 44 minutos em uma rápida saída de jogo que passou por Bruno Silva e chegou em Gilson na entrada da área. Tocou rasteiro na saída de Victor, viu a bola bater na trave esquerda antes de entrar e saiu para comemorar a vaga.

FICHA TÉCNICA


BOTAFOGO 3 x 0 ATLÉTICO-MG

BOTAFOGO - Jefferson; Emerson Santos, Joel Carli, Igor Rabello e Victor Luis; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo (Leandrinho); Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Roger (Gilson). Técnico: Jair Ventura.

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Bremer e Fábio Santos; Adilson, Yago (Rafael Carioca), Elias e Cazares; Luan (Otero) e Robinho (Rafael Moura). Técnico: Rogério Micale.

GOLS - Joel Carli, aos 5, e Roger, aos 41 minutos do primeiro tempo; Gilson, aos 44 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Joel Carli (Botafogo); Adilson (Atlético-MG).

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (Fifa/SC).

RENDA - R$ 587.790,00.

PÚBLICO - 24.276 pagantes (27.266 no total).

LOCAL - Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Publicidade
Publicidade