Segunda-feira, 15 de Julho de 2019
Craque

Botafogo recupera liderança no Campeonato Brasileiro

Num jogo emocionante, os ‘velhinhos’ Seedorf e Juninho dão show, mas o Alvinegro leva a melhor e lidera



1.jpg Atacante Rafael Marques deixou o dele duas vezes e fez a diferença
05/08/2013 às 10:07

Num clássico eletrizante, com direito a cinco gols, o Botafogo derrotou por 3 a 2 o Vasco, ontem, no Maracanã, com dois gols de Rafael Marques e um de Seedorf — André (dois) descontou para o Vasco — e recuperou a liderança do Campeonato Brasileiro, com 23 pontos. No fim do jogo, uma imagem que ilustra bem o entrosamento entre os jogadores alvinegros e a torcida. De mãos dadas, o time correu na direção da galera para agradecer ao apoio da arquibancada, algo fundamental para um time que sonha com o título nacional.

O Botafogo volta a campo na quarta-feira, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, com a missão de abrir vantagem na ponta. Já o Vasco foi aos 14 pontos, alcançou a 10ª posição e receberá a Ponte Preta, na quinta-feira, em São Januário.

o inícioOs primeiros minutos de jogo deram uma boa mostra do que estava por vir. A primeira boa chance foi do Vasco, que levou perigo após cobrança de escanteio de Juninho, mas Pedro Ken se enrolou com a bola e não conseguiu chutar. O Botafogo deu a resposta aos 13, quando Vitinho fez bela jogada individual, mas mandou por cima do gol de Diogo Silva. Aos 21, em um lance polêmico, André cabeceou para o gol, mas o árbitro anulou alegando impedimento. No minuto seguinte, saiu o gol do Botafogo: Rafael Marques recebeu de Gabriel no meio da defesa e bateu firme para abrir o placar.

Não demorou muito para o Botafogo ampliar. Aos 30, Seedorf recebeu passe preciso de Vitinho e com um toque sutil mandou a bola por cima de Diogo Silva: 2 a 0. A sorte parecia não sorrir para o Vasco. O argentino Guiñazu sentiu dores musculares e teve de ser substituído por Wendel. O Botafogo poderia ter marcado o terceiro aos 38, mas Rafael Marques chutou cruzado para fora, na cara do gol. Mas o Vasco não estava morto e diminuiu ainda no primeiro tempo, e com um golaço: aos 45, Juninho recebeu de Eder Luis, deu um lindo giro na entrada da área, esperou a saída de Jefferson e tocou para André completar.

segundo tempoNa volta do intervalo, o Vasco nem deu tempo de o Botafogo respirar e conseguiu o empate. No primeiro minuto, Eder Luis recebeu de Pedro Ken e acertou a trave. André pegou o rebote e completou para o gol. Mas a esperança vascaína virou pó dois minutos mais tarde, quando Rafael Marques invadiu a área pela esquerda, deu um corte seco em Nei e acertou o ângulo esquerdo de Diogo Silva.

Um clássico à altura das tradições e que coroou um time com estrela suficiente para brilhar no topo da tabela.

Empenho mesmo sem salário

Líder do Campeonato Brasileiro com 23 pontos, o Botafogo atropela qualquer problema fora de campo que possa atrapalhar sua caminhada. Sem poder jogar no Engenhão, o time vem fazendo do Maracanã a sua casa. Em três partidas foram duas vitórias e um empate e a certeza de que a equipe está no caminho certo. “Nossa equipe é bem profissional. Todo mundo sabe que tem de se dedicar e se cuidar. A questão da concentração não tem atrapalhado”, disse Rafael Marques, que ontem fez dois gols e ressaltou o bom ambiente da equipe, apesar dos problemas salariais: “Desde o início do ano fizemos um pacto. Estamos nos dedicando, sendo profissionais, independentemente da situação fora de campo com a perda de estádio (Engenhão) e salários atrasados. Estamos fazendo nossa parte e tenho certeza que a diretoria está tentando fazer a dela”, afirmou.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.