Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
Craque

Botafogo vence Flamengo por 2 a 1 e partida rende R$ 4 mi

Com público de 42,391 mil torcedores, partida rendeu mais R$ 4 milhões ao Botafogo, que venceu sua segunda apresentação em Manaus e continua vivo na batalha contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2014



1.jpg Os torcedores viram pouca criatividade dos dois times na Arena da Amazônia
25/10/2014 às 21:46

O solo amazonense mostrou que traz mesmo sorte para o Botafogo, que venceu seu maior rival por 2 a 1 na noite deste sábado (25) em sua segunda partida disputada na Arena da Amazônia – Vivaldo Lima.

Ainda na zona de rebaixamento, o alvinegro carioca somou 33 pontos e estaciona na 17º posição do Z-4. Já o Flamengo continua com os mesmos 40 pontos na 11º colocação do Campeonato Brasileiro.

Os 42,391 mil torcedores que lotaram o estádio assistiram uma partida de qualidade aquém da que se esperava, mas isto não impediu os milhares de apaixonados de se divertirem durante os 90 minutos.

O jogo - primeiro tempo

Contando com o apoio maciço da torcida o time do Flamengo, formado em sua maioria por jogadores reservas tentou mostrar serviço, mas a falta de criatividade de seu meio campo impediu de levar perigo real ao Botafogo.

Necessitando da vitória para escapar da degola o Botafogo também não mostrou muita técnica, mas, à base da vontade foi imprimindo sua força.

O único gol da primeira etapa saiu apenas aos 33 minutos da primeira etapa. Em uma bonita tabela entre o argentino Bolatti e Rogério, o brasleiro acertou um belo chute, balançando as redes de Paulo Victor. Botafogo 1 a 0 Flamengo.

Segundo tempo

Luxemburgo não gostou do rendimento de Nixon e Luiz Antônio, e durante o intervalo os substituiu por Elton e Eduardo da Silva.

Para lançar a equipe mais ainda ao ataque, Luxemburgo sacou Lucas Mugni e colocou Igor Sartori logo nos primeiros dez minutos do segundo tempo.

Vendo a nova movimentação do rival, Mancini também mudou: aos 17 minutos tirou Andreazzi e colocou Dankler.

Apesar da melhora em campo, foi o Botafogo quem voltou a marcar. Wallyson marcou um golaço aos 21 minutos. Bolatti recebeu uma bola de graça de Marcelo em saída errada, tocou para Wallyson que fintou Léo e chutou bola no ângulo de Paulo Victor. Botafogo 2 a 0 Flamengo.


O primeiro cartão amarelo saiu apenas aos 21 minutos do segundo tempo. Léo entrou duro em Bolatti e foi advertido pelo árbitro. A parada momentânea possibilitou que a segunda substituição de Mancini acontecesse. Ramirez entrou no lugar de Carlos Alberto.

A torcida do Flamengo ficou calada e depois, vieram as sonoras reclamações com a equipe. Isso parece ter despertado o brio dos rubro negros em campo. Pico fez uma bela jogada pela lateral esquerda e chutou forte na trave de Jefferson. Oportunista, Eduardo da Silva pegou a sobra e teve o trabalho apenas de tocar para o gol aos 29 minutos da segunda etapa. Botafogo 2 a 1 Flamengo.


A reação do Flamengo obrigou Mancini a sua terceira substituição: o bad boy Jobson entrou em campo no lugar do autor do primeiro gol Rogério, que já mostrava sinais claros de cansaço, aos 33 minutos.

Igor Sartori ia puxando um contra ataque promissor aos 37 minutos quando recebeu falta duríssima de Anderson Bahia, que foi advertido com um cartão amarelo pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro.

Tentando ao máximo segurar a vitória na Arena, o Botafogo ia pisando no freio. Jefferson levou outro cartão amarelo nos acréscimos por demorar a repor a bola.

E o goleirão do Bota foi o herói da partida ao assegurar o triunfo alvinegro quando defendeu um chute por cobertura do atacante Elton aos 48 minutos.

O árbitro apitou o fim do jogo aos 51 minutos, e decretou a festa alvinegra na Arena da Amazônia!

Botafogo

Jefferson (goleiro), Regis (lateral direito), R. Souto (zagueiro), A Bahia (zagueiro), J Cesar (lateral esquerdo); Andreazzi (volante), Gabriel (volante), Bolatti (meio campo), C Alberto (meio campo); Wallyson (atacante) e Rogério (atacante).

Técnico: Wagner Mancini

Flamengo

Paulo Victor (goleiro), Léo (lateral direito), Marcelo (zagueiro), Samir (zagueiro) e Pico (lateral esquerdo); Amaral (volante) e Muralha (volante); Luiz Antônio (meio campo), Lucas Mugni (meio campo) e Gabriel (meio campo); Nixon (atacante).

Técnico: Vanderley Luxemburgo.

Trio de arbitragem

Ricardo Marques Ribeiro (árbitro), Fábio Pereira (auxiliar),  Emerson Augusto de Carvalho (auxiliar).

Público: 42,391 mil

Renda: R$ 4,118,000,00

Confira mais imagens em nossa Galeria de Imagens

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.