Publicidade
Esportes
FUTEBOL DE BOTÃO

Botonistas vão passar quase oito horas em disputa pelo Super Desafio neste sábado (11)

Considerado o maior desafio de futebol de mesa do Brasil, os competidores reunidos em grupo de quatro terão mais de 20 jogos para se consagrarem campeões 09/03/2017 às 15:29 - Atualizado em 09/03/2017 às 15:54
Show unnamed
(Foto: Mauro Neto/Divulgação)
acritica.com Manaus (AM)

Um total de 32 botonistas do Amazonas vão dedicar oito horas de vida, no próximo sábado, dia 11, para a disputa do Super Desafio de Equipes de Futebol de Mesa (SDE) 2017. A competição acontece na Sala Jeferson Marques, localizada no estádio Carlos Zamith, no bairro do Coroado, zona Leste de Manaus, e as disputas ocorrem a partir das 8h. O evento recebe apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Considerado o maior desafio de futebol de mesa do Brasil, os competidores reunidos em grupo de quatro terão mais de 20 jogos para se consagrarem campeões. Para essa maratona, o preparo físico e psicológico vão fazer a diferença na disputa.

“Esperamos uma festa neste sábado. São jogos pegados e o emocional, o psicológico e o preparo físico terão que estar em dia. Vão ser mais de 20 jogos de pura qualidade técnica e qualquer descuido pode ser fatal. Vence não somete aquele que a técnica apurada, mas tambem o mais controlado”, declarou o diretor da Associação Manauara de Futebol de Mesa (AMFM), Winnetou Almeida.

Atuais bicampeões do SDE, a equipe do Penarol de Itacoatiara, distante a 176 quilômetros em linha reta de Manaus, se prepara para buscar o tricampeonato. Embora o caminho para a conquista do terceiro título pareça mais difícil este ano, já que o principal jogador do time deixou a equipe, os participantes acreditam na subida ao pódio.

“A gente corre em busca do tricampeonato e nós vamos sem a nossa potência, o Salomão, que se mudou para Manaus e agora está na equipe do Zona Norte. Ele tem o dom do futebol de mesa, joga sem treinar, e vai fazer muita falta. Mas estamos bem e vamos com a nossa equipe bem treinada”, afirmou o capitão da equipe, Davi Holanda.

Outro fator que o Leão da Velha Serpa tem que driblar é o cansaço. A viagem de mais de duas horas de carro pela Rodovia AM-010 (Manaus – Itacoatiara) será um dos entraves que o time, novamente, vai tentar tirar de letra.

“Vamos sair de Itacoatiara umas quatro da manhã e voltamos à noite, depois dos jogos. É um pouco cansativo já que usamos a mente e no final já não raciocinamos direito. Quando fazemos 10 jogos seguidos a mente começa a falhar. Alguns assimilam bem, já outros o raciocínio começa a ficar desgastado”, lembrou Holanda.

Em busca do título

Banca Forte, Budweiser, Galáxia Jocamar, Penarol, Rio Negro, Vermes e Zona Norte estão na disputa. Nas últimas cinco edições, as equipes do Banca Forte e Penarol somam dois títulos cada. A equipe do Budweiser tem uma conquista.

*Com informações da assessoria de comunicação

Publicidade
Publicidade