Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020
DISPUTA

Bragantino-PA vence Fast e tira invencibilidade de equipe baré na Série D

Com a derrota, o Tricolor de Aço deixa a liderança do grupo A1 e estaciona nos quatro pontos ganhos na tabela de classificação



FASTBRA_0F4A2383-1113-4885-AFAE-9B777C6BEE11.jpeg Foto: Marcelle Pires/DECOM Bragantino
30/09/2020 às 16:45

Em partida de seis pontos, valendo a liderança do grupo A1, o Bragantino-PA bateu o Fast Clube por 3 a 1, na tarde desta quarta-feira (30), no estádio Diogão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. Os gols da partida foram marcados por Paulo de Tárcio, Edicleber e Mauro Praia para o Gigante do Caeté, e Dadá descontou para o Tricolor de Aço. Com o resultado, o Bragantino chegou aos sete pontos na tabela de classificação, enquanto que o Fast permanece com quatro, mas agora com uma derrota em três partidas.

Primeiro tempo equilibrado



Sem poupar ritmo, Bragantino e Fast partiram para cima logo nos primeiros minutos da partida. No primeiro lance, Bacas tenta uma finalização, mas a bola sobe muito e logo em seguida, é Sousa que avança pelo lado esquerdo, invade a área, mas chuta para a linha de fundo. Aos cinco minutos, polêmica. Fidelis invade a área do Tricolor, é derrubado por Alison, mas o árbitro Samuel dos Santos não marca nada e segue o jogo.

Com o Fast tentando impor ritmo, a equipe da casa encontrava espaços no contra golpe apresentava perigo todas as vezes que descia para o campo de ataque. Descendo em velocidade, Fidelis invadiu a área, finalizou bem, mas Rangel faz boa defesa. Antes da parada técnica, o Fast tentou insistir em algumas bolas aéreas, mas não conseguia encontrar uma referência no setor ofensivo, o que facilitava para a defesa do Tubarão do Caeté.

Na volta da parada técnica, o Bragantino voltou melhor. Aos 33, Fidelis tenta enfeitar ao receber bola dentro da área, e cobrir o goleiro Rangel, mas a bola sai longe do gol, e um minuto depois, Canga carimbou a trave de Rangel, que só teve como torcer para a bola não entrar no fundo das redes. Só que antes do fim da etapa inicial, o time da casa chegou ao gol, Edicleber faz jogada pelo lado direito, cruza no segundo pau e encontrar Paulo de Tárcio que cabeceia com jeito e abre o placar no Diogão.

Fast é dominado na etapa final

O Tricolor de Aço até conseguiu chegar ao gol de empate aos nove minutos, após cruzamento na área, e a bola passar por todo mundo e encontra Dadá sem marcação, que dentro da área, não teve dificuldades de concluir ao gol. Mas sem dar tempo para a equipe amazonense comemorar, o Bragantino já chegou ao gol de desempate logo em seguida, Fidelis faz jogada pelo lado esquerdo de ataque, toca para Edicleber dentro da área que completa para o gol.

Antes da parada técnica do segundo tempo, o time da casa passou a ter todas as ações ofensivas da partida, e quase sempre pelo lado direito da defesa do Fast, que não achava o atacante Fidelis. Aos 29 minutos, Mauro Praia pelo lado esquerdo, corta dois defensores, e chutou colocado, fazendo o terceiro gol da equipe paraense.

Após o gol, o Bragantino ainda teve diversas oportunidades para aumentar a vantagem, mas não soube aproveitar. Mesmo assim, o Gigante de Caeté sai da partida com os três pontos, além da liderança do grupo A1.

No seu próximo desafio, o Fast irá enfrentar outra equipe do Pará, o Independente, no domingo (4), às 18h, no estádio Ismael Benigno (Colina), válido pela quarta rodada do Brasileirão da Série D. No mesmo dia, a equipe do Bragantino-PA vai até Rondônia encara o Ji-Paraná, no estádio Biancão, defendendo sua invencibilidade na competição.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.