Publicidade
Esportes
MORNO

Brasil e México ficam no empate sem gols em amistoso Sub-20 na Arena

Foi o segundo empate entre as duas equipes no período de treinamento realizado em Manaus; seis mil pessoas foram prestigiar o duelo neste domingo 25/03/2018 às 20:31 - Atualizado em 26/03/2018 às 09:27
Show whatsapp image 2018 03 25 at 18.19.06
(Foto: Antônio Lima)
Denir Simplício Manaus (AM)

Pouco mais de 6 mil pessoas viram ontem a Seleção brasileira Sub-20 empatar em 0 a 0 com o Mexico, na noite deste domingo (25), Arena da Amazônia, na Zona Centro-Oeste de Manaus.  A partida amistosa valeu como preparativo para os garotos do Brasil disputarem o Sul Americano da categoria que será realizado no ano que vêm. 

Em resumo, os dois testes - outro amistoso com portões fechados foi realizado na quinta-feira  (22), também na Arena (1 a 1) - da equipe comandada pelo técnico Carlos Amadeu na capital Amazonense valeram para avaliar atletas que poderão compor o elenco no restante da temporada de amistosos. Já que estrelas como o atacante Vinicius Junior, negociado por 45 milhões de euros junto ao Real Madrid, e Lincon - também rubro-negro - assim como Paulinho, do Vasco não foram liberados por seus respectivos clubes.

O amistoso

A torcida ainda se arrumava nas arquibancadas da Arena da Amazônia quando o Brasil deu o primeiro susto na defesa mexicana. Após pressionar saída de bola, Emerson roubou a bola e cruzou no segundo pau pra Richard entrar de carrinho e perder um gol inacreditável, isso aos 30 segundos de  jogo.

A Seleção mexicana demorou mas chegou ao ataque aos 9min, quando Gutiérrez tentou o cruzamento para Macias. O goleiro Hugo estava esperto e evitou a chegada do camisa 9 do México. Pouco depois foi a vez dos brasileiros chegarem bem na frente.  Alan recebeu no meio, avançou livre e chutou forte para boa defesa de Higuera.

A partida seguia morna até os 37 minutos, quando Alan enfiou bela bola para Igor. O camisa 9 do Brasil tentou tirar de Higuera, mas o goleiro mexicano fechou bem e evitou o gol do Brasil. No minuto seguinte foi a vez do México fazer uma blitz na defesa brasileira. Gutiérrez Estefa bateu cruzado e Vitão tirou, na sequência Macias tentou e foi bloqueado. Por fim, De La Rosa pegou a sobra mas chutou por sobre a meta de Hugo.

Aos 44min, os mexicanos voltam a assustar o gol de Hugo. Macias, o mais perigoso da Seleção do México, recebeu cruzamento e chegou batendo rente a trave do arqueiro canarinho.

Na volta do intervalo, a Seleção do México veio bem modificada. O técnico Diego Ramírez mudou quatro atletas, o que prova que a comissão mexicana veio mesmo para testar os garotos. Por outro lado, Carlos Amadeu não mexeu no time que empatou em 0 a 0 a primeira etapa. 

Aos 5min, a defesa do Brasil recupera a bola e tenta sair em velocidade. O atacante Igor percebe Higuera adiantado e tanta fazer um gol a 'la Pelé ' mas o chute saiu fraco.
Logo em seguida foi a vez do México responder e sempre com o atacante Macias. O camisa 9 mexicano recebeu pela esquerda e bateu cruzado. A bola explodiu no travessão de Igor, que ficou só olhando.

Aos 20min, o Brasil volta a partir pra cima do México. Jonas Toró que entrou na segunda etapa, recebeu passe  açucarado de Alan e fuzilou para grande defesa de Higuera.  Logo  seguida a Seleção abre o marcador com Mateus Thulen, mas a arbitragem marca a carga sobre o camisa 1 mexicano anulando o gol brasileiro. 

Os meninos do Brasil melhoram com as mudanças feitas por Carlos Amadeu e levam cada vez mais perigo aos gol do México.  Aos 35min, Mauro Júnior que foi avançado passou por três marcadores e rolou para a finalização do 19, mas Higuera pegou sem dar rebote.

Depois de algum sem assustar o Brasil, eis que os mexicanos voltaram ao ataque. Aos 43min, Álvares chega no fundo e  cruza no segundo pau, a bola desvia na zaga e sobra para o arremate de Lianez, mas a finalização passa por sobre a meta de Hugo.

No último lance de perigo do amistoso, Vargas cai pela esquerda do ataque e cruza rasteiro.  A bola atravessa toda a pequena área brasileira e por pouco Lozano não faz o gol da vitoria dos mexicanos na Arena da Amazônia 

Fim de jogo e a torcida chega a ensaiar uma vaia, mas o empate em 0 a 0 acaba mostrando o que realmente foi a partida. Brasileiros e mexicanos saem de Manaus sem vitoria, mas sem derrotas também.

Publicidade
Publicidade