Publicidade
Esportes
Craque

Brasil é superado pela Rússia na final

Maior vencedor da história da Liga Mundial, o time verde e amarelo buscava o décimo título da competição 21/07/2013 às 21:05
Show 1
Maior vencedor da história da Liga Mundial, o time verde e amarelo busca o décimo título da competição
acritica.com Manaus

O Brasil entrou em quadra com uma equipe renovada, que buscava o primeiro título desse novo ciclo olímpico. Mas, do outro lado da quadra, estava a Rússia, atual campeã olímpica que, neste DOMINGO (21.07) levou a melhor e venceu por 3 sets a 0 (25/23, 25/15 e 25/19), no jogo realizado no ginásio Islas Malvinas, em Mar del Plata, na Argentina. Com o resultado, os russos ficaram com a medalha de ouro da Liga Mundial 2013, os brasileiros levaram o bronze e a Itália, que venceu a Bulgária também neste domingo, conquistou o bronze.

Antes de chegar a Fase Final, onde estavam seis equipes, o Brasil conquistou nove vitórias em dez jogos e garantiu a classificação em primeiro lugar do Grupo A. Já na etapa decisiva, a seleção brasileira perdeu para a própria Rússia no primeiro jogo, por 3 a 2, venceu o Canadá por 3 a 0, e, na semifinal, bateu a Bulgária por 3 a 1.

O Jogo

O Brasil saiu na frente e, contando com erros do adversário, fez 5/0. Neste momento, o técnico da Rússia pediu tempo. A seleção brasileira seguiu no comando do jogo (7/3), mas os russos buscaram e chegaram ao empate em sete pontos. No bloqueio de Pavlov, a Rússia passou a frente (10/9). Neste momento, os adversários passaram a controlar o set e abriram quatro: 15/11. No ace de Isac, o Brasil reduziu a diferença para 15/13. Foi, então, a vez dos brasileiros encostarem, ficando apenas um ponto atrás (16/15). A parcial seguiu equilibrada. Depois de uma bola bem disputada, o Brasil pontuou e deixou tudo igual: 19/19. No ataque de Lucarelli, o time verde e amarelo assumiu o comando do placar (21/20). Quando a Rússia fez 23/22, Bernardinho pediu tempo. Mas o adversário seguiu pontuando e fechou em 25/23.

O segundo set teve equilíbrio até o segundo ponto de cada time. Depois, a Rússia abriu (6/2) e forçou o técnico Bernardinho a pedir tempo. O Brasil passou a pontuar mais e, no bloqueio de Wallace, reduziu a vantagem adversária para apenas um ponto 8/7. A parcial seguiu apertada. Mas, cometendo alguns erros, o time brasileiro acabou facilitando para a Rússia, que fez 15/10. A vantagem ainda aumentou quando, com ponto direto de saque, o russos fizeram 19/12. A partida seguiu favorável ao time da Rússia, que venceu também o segundo set, desta vez, por 25/19.

O gigante Muserskiy, de 2m18, abriu o placar do terceiro set. O Brasil pontuou e, com dois pontos diretos de saque seguidos de Sivozhelez, a Rússia fez 5/2. Neste momento, Bernardinho pediu tempo. Mantendo a boa sequência de saque, os russos chegaram a 7/2 e, no ataque para fora do Brasil, fez 8/2. A vantagem da seleção da Rússia passou para oito pontos (12/4) e o técnico brasileiro parou o jogo. O pedido de tempo surtiu efeito e, enquanto os russos fizeram um ponto, os brasileiros marcaram quatro vezes (12/8). Mas a parcial seguiu melhor para o adversário, que abriu seis pontos na reta final: 21/15. No erro de saque da Rússia, o Brasil fez 22/18 e, na sequência, fechou em 25/19.

*Com informações da CBV

Publicidade
Publicidade