Publicidade
Esportes
Craque

Brasil enfrenta a Austrália em amistoso no Dia da Independência

Momentos antes do jogo, cerca de 500 manifestantes que participam dos protestos deste feriado de 7 de setembro tentaram chegar ao estádio. Na ocasião foram utilizadas bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral 07/09/2013 às 15:16
Show 1
O técnico da Seleção Brasileira de Futebol está na tentativa de recuperar o clima da Copa das Confederações.
acritica.com Manaus

Neste sábado (7), a seleção brasileira faz amistoso contra a Austrália no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A chegada dos torcedores para o jogo ocorreu com tranqüilidade, após confronto de manifestantes com a polícia. Cerca de 500 manifestantes que participam dos protestos deste feriado de 7 de setembro tentaram chegar ao estádio. Na ocasião foram utilizadas bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral.

O acesso às vias N1 e S1, que formam o Eixo Monumental, em frente ao estádio, está totalmente bloqueado. Os torcedores utilizam os estacionamentos do Parque da Cidade, onde o trânsito está normal, apenas com desvios para evitar o acesso às vias bloqueadas na região.

Inicialmente, 2 mil policiais militares foram destacados para fazer a segurança no entorno do Mané Garrincha. Além deles, também há viaturas da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros, do Detran e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O time

Luiz Felipe Scolari perdeu Daniel Alves, Hulk e Fred, cortados por conta de lesões. O técnico verde e amarelo não terá Oscar na partida contra a Austrália, pois ele sentiu uma entorse no tornozelo direito na quinta-feira e só deve voltar contra Portugal, na terça-feira.

Para o lugar de Oscar, Felipão escalou um jogador que está em recuperação na seleção brasileira: Ramires.

Na lateral direita, para o lugar de Daniel Alves, outro retorno. Maicon, sem ser chamado há dois anos, começará jogando e promete não sair mais da Seleção. Lá na frente, na vaga de Fred, Felipão optou por Jô. E do lado direito do ataque, na função que era de Hulk, Bernard foi o escolhido.

Quem também está de volta ao time titular, pelo que mostrou os treinamentos do técnico Luiz Felipe Scolari, é Julio César. O goleiro, reserva no amistoso contra a Suíça, em agosto, definiu sua permanência no Queens Park Rangers. Como agora é certo seu destino, ele deve reaparecer entre os 11.

Publicidade
Publicidade