Publicidade
Esportes
Craque

Brasil segue em boa fase e faz 3 a 1 contra Portugal

Thiago Silva, Neymar e Jô foram os autores dos gols brasileiros no amistoso disputado em Boston, nos Estados Unidos 10/09/2013 às 22:51
Show 1
Jô selou a vitória em cima dos lusos com ao marcar o terceiro brasileiro
acritica.com Manaus (AM)

Depois da goleada por 6 a 0 diante da Austrália, o Brasil voltou a entrar em campo num amistoso contra Portugal na noite desta terça-feira (10), no Gillette Stadium, em Boston, Estados Unidos. O resultado foi outro show dos jogadores brasileiros em cima dos lusos, que conseguiram reverter um placar inicial e garantiram a vitória por 3 a 1.

Quem abriu o placar foi o Raul Meireles, aos 17 minutos do primeiro tempo, quando a bola sobrou para o português numa grande falha do lateral-direito Maicon. O empate seria alcançado seis minutos depois, quando Neymar bateu de escanteio pela esquerda e Thiago Silva cabeceou com força para o fundo do gol adversário. 1 a 1

Aos 34 minutos, Neymar partiu para cima dos marcadres, invadiu a área e bateu com o pé direito no canto do gol lusitano, marcando um golaço e colocando o Brasil à frente, com dois gols contra um único dos adversários. A vitória seria selada apenas no segundo tempo, quando, aos quatro minutos, Jô recebeu um belo passe de Neymar e mandou pro gol. O placar de 3 a 1 se estendeu até o fim da partida.

Ao fim da disputa, o goleiro brasileiro Júlio César lamentou o gol sofrido. “Foi triste porque eu não pude agarrar aquela bola, mas a gente tem de tirar o positivo (da partida), o comportamente do time. Está bonito de se ver jogar. Fui pego de surpresa”, justificou.

Histórico

No histórico de confrontos entre Brasil e Portugal, a Seleção Brasileira possui ampla vantagem. Do total de 19 jogos disputados, o Brasil venceu 13 (já contando com este jogo), empatou 3 e perdeu apenas 4 vezes.

Foi a primeira vez que o técnico Felipão, atual comandante da Seleção Canarinho, reencontrou sua antiga equipe portuguesa, a qual liderou após a conquista da Copa do Mundo de 2002. Por lá, ele conquistou a Eurocopa 2004 e chegou a 4ª Colocação na Copa do Mundo de 2006. Estes títulos colocaram o técnico como um dos maiores ídolos dos portugueses.


Publicidade
Publicidade