Publicidade
Esportes
Craque

Caiu de pé: em jogaço, Tuna Luso cai na prorrogação e fica com o vice da Taça Brasil de Futsal

Equipe amazonense empatou no final do jogo com a COPM em 3 a 3 e no tempo extra levou dois gols. Em bela campanha, time Sub-17 da Tuna conseguiu levar o futsal de base do Estado à elite nacional  06/11/2015 às 21:15
Show 1
Tuna Luso honrou o futsal amazonense e ficou com o vice da Taça Brasil Sub-17, na Paraíba.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Pressão, barulho e muita torcida contra, nem todas essas adversidades impediram o time Sub-17 da Tuna Luso de mostrar um futsal de pura garra e categoria. A equipe amazonense começou vencendo o COPM na final da Taça Brasil de Futsal Sub-17, nesta sexta-feira (6), em João Pessoa, mas acabou derrotada na prorrogação pelos donos da casa pelo placar de 5 a 3 e ficaram com o segundo lugar na competição nacional.

Mesmo com a derrota na decisão, o principal objetivo da Tuna foi alcançado, que era levar o futsal do Amazonas de volta a elite da modalidade no Brasil. Mas quem pensa que os garotos da Tuna deram moleza para os paraibanos está enganado. A equipe dos Clubes dos Oficiais da Polícia Militar (COPM) sofreu para bater os comandados do técnico Marcelo Galvão e ficar com a taça.

Final épica

Arena da APCEF (Clube da Caixa) lotada com os torcedores adversários e logo de cara os garotos do Amazonas mostraram que o futuro do futsal baré está garantido. Lucas Sena abriu o marcado e calou o ginásio de João Pessoa.


Jogando em seu “quintal”, a COPM partiu pra cima da Tuna e chegou ao empate pelos pés de Diego. Os garotos da Tuna sentiram o gol e cederam a virada, Roque fez 2 a 1 e Igor fez o terceiro para o time pessoense, que começou a administrar o placar muito cedo.

Os garotos da Tuna aproveitaram o recuo do adversário e partiram pra cima, diminuindo o marcador com Magno. Mesmo com os gritos de “é campeão” vindos das arquibancadas do ginásio, a Tuna calou a torcida quando Lucas Sena, restando apenas 2 segundos para o fim do jogo, empatou a partida e fez gelar os torcedores paraibanos: 3 a 3.


Mais cinco minutos de jogo na prorrogação e o COPM conseguiu arrumar forças para voltar a ficar na frente com gol de Diego e matou o jogo pelos pés do goleiro Duda, que marcou de sua própria área.

Fim de duelo e ambas as equipes comemoraram. O COPM pela conquista do título diante de sua torcida e a Tuna Luso por garantir a vaga na Divisão Especial da Taça Brasil de 2016.

Na história

Mesmo contrariado com a derrota na final, mas feliz pela conquista histórica, o técnico Marcelo Galvão fez uma análise da campanha da Tuna da Taça Brasil de Futsal Sub-17.

“O sentimento é de dever cumprido, infelizmente não com o título, mas por trazer o Amazonas de volta à divisão de elite. A única categoria do Estado, no masculino, que está na divisão de elite. Ou seja, em 2015, o que eu mais almejava, que era um troféu, uma medalha, que nós não tínhamos, de finalista de Taça Brasil, foi conquistada... a Tuna entrou pra história”, comemorou o treinador.



Publicidade
Publicidade