Publicidade
Esportes
Craque

Caiu o sétimo: Palmeiras demite Oswaldo de Oliveira e Brasileirão chega a sete técnicos demitidos

A diretoria do Alviverde decidiu pela demissão do treinador no início da tarde desta terça-feira (9), após longa reunião. Média de técnicos demitidos no Brasileirão é superior a um comandante por rodada 09/06/2015 às 12:48
Show 1
Oswaldo de Oliveira foi o sétimo técnico a ser demitido desde o início do Brasileirão 2015.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Oswaldo de Oliveira não é mais técnico do Palmeiras. A decisão saiu depois de difícil reunião da cúpula alviverde na tarde desta terça-feira (9). Com a demissão do treinador palmeirense já são sete os técnicos demitidos desde o início do Campeonato Brasileiro, média de mais um comandante por rodada. A diretoria do Parque Antártica ainda não divulgou a demissão oficialmente, mas já está atrás de um substituto.

A tendência é que o Palmeiras apenas troque de “Oliveira”, sai o Oswaldo, entra Marcelo. O ex-técnico do Cruzeiro é amigo do atual homem-forte do futebol palmeirense, Alexandre Mattos, com quem trabalhou na equipe mineira antes de migrar para o time paulista.

Com a queda de Oswaldo de Oliveira o número de técnicos demitidos no Brasileirão de 2015 chegou ao espantoso número de sete comandantes mandados embora em apenas seis rodadas da competição.

O primeiro a perder o emprego foi Luiz Felipe Scolari, que deixou o Grêmio após a segunda rodada do Brasileirão. O campeão mundial com a Seleção Brasileira em 2002, e comandante do Brasil no vexame na Copa no País em 2014, não resistiu a péssima campanha gremista e foi “despachado” do Olímpico.

Além de Oswaldo de Oliveira e Felipão completam a lista de demitidos Ricardo Drumbsky (Fluminense), Vanderlei Luxemburgo (Flamengo), Marcelo Oliveira (Cruzeiro), Hemerson Maria (Joinville) e Marquinhos Santos (Coritiba). 


Publicidade
Publicidade