Publicidade
Esportes
Futebol

Campeonato Amazonense Feminino começa no fim do mês e terá cinco times

A Federação Amazonense de Futebol divulgou as primeiras informações sobre a edição de 2017. A principal novidade é a vaga para a Série A-2 do Brasileiro 05/09/2017 às 12:54 - Atualizado em 05/09/2017 às 12:55
Show show ira
(Foto: Divulgação)
Camila Leonel Manaus (AM)

O Campeonato Amazonense de Futebol Feminino terá início no dia 23 de setembro. Cinco equipes participarão da competição: Rio Negro, Penarol, Iranduba, São Raimundo e 3B. Neste ano, o campeão do Barezão conquistará vaga na Série A-2 do Campeonato Brasileiro Feminino. A final será no dia 1° de novembro. O conselho técnico que definiu os detalhes da competição foi realizada na tarde de ontem, na sede da Federação Amazonense de  Futebol (FAF).

A competição será realizada em turno único. Os quatro melhores colocados passam para a semifinal, que terá jogos de ida e volta. A final também será decidida em duas partidas.

Mas nem tudo está definido no Barezão feminino já que Penarol e Nacional, apesar de manifestar intenção, não confirmaram se irão participar de fato. O presidente do Nacional, Roberto Peggy, alegou que a confirmação dependerá de fatores financeiros. O Penarol pediu para confirmar a participação até a quarta-feira desta semana.

A novidade para a edição deste ano será a vaga para a Série A-2 do Campeonato Brasileiro Feminino. O time que conquistar a vaga, joga um “pré-Brasileiro” que consiste em uma partida contra o time de outra federação. “O campeão amazonense será indicado para a Série A2, exceto o Iranduba, que tem vaga na série A-1 pelo critério de ranking, já que o time hoje é o sexto colocado. Então o time que conquistar a vaga joga contra outra Federação (a ser definida) para decidir quem entra na primeira fase”, explicou o diretor de competições da FAF, Ivan Guimarães.

Outra novidade fica por conta da participação do 3B como time, após encerrar a parceria com o Iranduba que durou até o fim da participação do Hulk no Brasileiro Feminino. O atual campeão é o Iranduba, que conquistou o título nas seis últimas edições.

O Manaus, que ano passado esteve todo o tempo no encalço do Iranduba, chegando ao vice-campeonato, não irá participar do campeonato por dificuldades em executar um projeto para este ano. De acordo com a assessoria do Gavião do Norte, o principal problema foi a falta de recursos e dificuldades para firmar parcerias que viabilizassem a participação no certame. Outro fator que dificultou foi o afastamento da ex-diretora Patrícia Serudo, que cuidava do departamento de futebol feminino em 2016.

Publicidade
Publicidade