Publicidade
Esportes
SUCESSO

Campeonato Amazonense de Poker volta ao calendário e consagra Ângelo Neto

Único amazonense que conquistou o maior torneio de poker do Brasil, Ângelo Neto conquistou o evento principal do campeonato estadual, que ficou dois anos sem ser realizado 07/08/2018 às 17:45 - Atualizado em 07/08/2018 às 18:33
Show anderson 02  victor hugo  angelo neto e ricardo mota
Ângelo Neto (de jeans claro) foi destaque da etapa (Foto: Divulgação)
acritica.com Manaus

Fora do calendário esportivo do Amazonas há mais de dois anos, o Campeonato Amazonense de Texas Hold'em foi retomado neste mês de agosto e consagrou Ângelo Neto como o campeão de seu evento principal. No total, de 1º a 6 deste mês, foram disputados três eventos, que reuniram mais de 200 adeptos do esporte da mente nas mesas do Saloon Sport Poker, no Parque 10. 

Com a vitória no evento principal da primeira etapa, Ângelo Neto já sai na frente na disputa pelo ranking da temporada 2018/2019, que dará ao campeão uma vaga na seleção amazonense de poker que disputará o Campeonato Brasileiro por Equipes (CBPE) em 2019.  No total, serão oito etapas nesta temporada.

Ângelo tem experiência na competição por equipes e fez parte da seleção amazonense que foi campeã do CBPE em 2014, em São Paulo.  De quebra, o jogador, que é profissional do esporte, é o único amazonense a conquistar um título individual do Evento Principal do Brazilian Series of Poker, que é o maior torneio de poker do País e uma das maiores séries de torneio do mundo.

Além de Ângelo, a etapa também consagrou Victor Hugo Andreoletti, que foi campeão dos dois eventos paralelos disputados. Ele venceu, no sábado, o torneio de Pot Limit Omaha, segunda modalidade mais popular do poker - a primeira é o Texas Hold'em. Na segunda, ele conquistou o torneio Second Chance.  Victor Hugo também fez parte da seleção amazonense campeã do CBPE em 2014 e é um dos mais técnicos jogadores do Estado.

Para o presidente da Federação Amazonense de Texas Hold'em, Ricardo Mota, a etapa foi um sucesso e cumpriu o papel de iniciar o processo do resgate do poker de maneira profissional no Estado, "O sucesso dessa primeira etapa serviu para consolidar que temos jogadores fortes, de nível técnico alto e muita gente interessada, de várias classes sociais, quebrando os preconceitos com relação ao nosso esporte da mente", afirmou ele.

A intenção da nova direção da federação, que fez reuniões com os clubes de poker e jogadores antes de reativar o Campeonato Amazonense, é recolocar o Amazonas em destaque no cenário nacional, priorizando a participação no Campeonato Brasileiro por Equipes de 2019. Este ano, o selecionado  local não participou da disputa. "A adesão dos jogadores foi muito importante e serviu para mostrar que teremos  um ranking disputado", destacou o dirigente.

Publicidade
Publicidade