Quinta-feira, 09 de Julho de 2020
TORNEIO VIRTUAL

Campeonatos virtuais de taekwondo e karatê são promovidos por federações

Larissa Martins foi uma das campeãs do I Campeonato Virtual de Poomsae. Seguindo as ordens dos órgãos de saúde, atletas executaram técnicas de casa, gravaram e enviaram através de aplicativos de conversas



larissa_F7C19B7F-5690-481F-87F9-2A45B3F0436D.JPG Em Roraima, Larissa levou ouro em torneio antes da paralisação. Foto: Acervo pessoal
27/04/2020 às 06:00

Driblando o período de distanciamento social em decorrência do combate à Covid-19, muitas modalidades esportivas vêm realizando eventos de maneira ‘online’. E neste final de semana, um campeonato de taekwondo e um campeonato de karatê utilizaram-se das tecnologias para manter a competitividade em dia. No primeiro caso, uma amazonense subiu no lugar mais alto do pódio.

No sábado (25), a Federação de Taekwondo do Estado do Amazonas (FTKDAM) promoveu o 1º Campeonato Virtual de Poomsae - modalidade que consiste na execução de movimentos de ataque e defesa contra um adversário imaginário. Seguindo as recomendações dos órgãos de saúde, a FTKDAM pediu que cada atleta filmasse os seus movimentos e enviasse o vídeo via WhatsApp, onde um grupo composto por quatro mestres avaliaram cada movimento.



Larissa Martins foi uma das campeãs dentre as noves categorias que foram disputadas. A atleta levou o ouro na classe Faixa Preta Sub-21 Feminino. “Tive que aprender um novo poomsae da minha graduação atual, que é a de faixa preta. Senti dificuldades por ter treinado sozinha, em casa, e sem ajudas dos professores, mas fiz pesquisas de movimentos e consegui atingir o sucesso do 1º lugar”, relatou a amazonense.

Larissa realizou o novo poomsae longe das academias. Foto: Acervo pessoal

Ainda em 2020, Larisa almeja participar da Copa Améria e da Copa Lira, que foram adiadas para setembro. O Campeonato Amazonense, que aconteceria em junho, também deve ser remarcado. “O convite surgiu da própria FTKDAM, que nos chamou por meio do WhatsApp, plataforma que utilizamos para enviar os vídeos e estar sob análises dos mestres”, completou a atleta. A competição também recebeu participantes de Barcelos e Novo Airão.

Virtualidade nacional

No karatê, a disputa já aconteceu em dois dias. No sábado (25) e ontem (26), foi realizado o I Campeonato Virtual Interclubes de Kata Virtual, com base em Minas Gerais. O certame recebeu 387 atletas e 46 academias de nove estados, de acordo com o professor Lisita. O Amazonas foi representado tanto por 20 atletas quanto pelo presidente da Federação Amazonense de Karatê (FAK), Sensei Washington Melo, como árbitro. 

Algumas apresentações foram expostas na página do campeonato. Foto: Reprodução

“A ideia surgiu com a professora Kenia Peixoto, que queria movimentar os alunos da academia. O pessoal fez a inscrição normal, pelos clubes, e através do WhatsApp a gente foi chamando as categorias e anunciando os atletas. Assim, eles gravavam os vídeos dentro de casa, o que era um pré-requisito, não podia ser na academia, e enviavam em grupos”, explicou o professor Lisata, um dos responsáveis pela iniciativa.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.