Publicidade
Esportes
Craque

Casa rubro-negra com certeza: em parceria com Portuguesa, Flamengo projeta estádio

Impossibilitado de jogar no Maracanã no primeiro semestre de 2016 por conta dos Jogos Rio 2016, o Mengo negocia com a Lusa carioca construção de arena com capacidade de 25 mil torcedores 11/11/2015 às 13:42
Show 1
Estádio Luso Brasileiro pode ser a nova casa do Flamengo em 2016.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A diretoria do Flamengo deu o ponta pé inicial para a construção de uma nova casa enquanto o Maracanã estiver a disposição dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Em parceria com a Portuguesa da Ilha, o Rubro-Negra projeta erguer uma arena para levar seus jogos durante o primeiro semestre de 2016. Botafogo e Fluminense também estariam interessados no projeto.

Mesmo sem confirmar, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello afirmou que o negócio existe. “Há negociações em andamento, mas que ainda não foram concretizadas”, disse o dirigente da Gávea, que está em campanha para reeleição no clube.

A nova arena seria erguida onde hoje é o estádio Luso Brasileiro, que atualmente tem capacidade para apenas 5 mil espectadores. O presidente da Lusa carioca, João Rêgo, ao contrário do colega rubro-negro foi mais enfático e disse que já existe um documento assinado pela construção do novo estádio.

“Nós temos um documento assinado com uma parceria com o Flamengo, que envolve o Fluminense e o Botafogo também, para que seja feito um estádio de 15 mil a 25 mil lugares para 2016”, confirmou Rêgo, apontando a participação de Fluminense e Botafogo no negócio.

Retorno Rubro-Negro

Inaugurado em 1965, o estádio Luso Brasileiro está localizado na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O Flamengo já utilizou o local em 2005 junto ao Botafogo, quando o mesmo Maracanã foi fechado para reformar para a disputa do Jogos Pan-Americanos de 2007. Na ocasião, Mengo e Bota firmaram parceria com a Petrobras e ergueram a Arena que levava o nome da multinacional.


Utilizando arquibancadas tubulares, a praça esportiva foi ampliada e chegou a receber 30 mil torcedores. No entanto, o projeto com a Petrobras durou apenas uma temporada e a estrutura foi desmontada depois de um ano.


Publicidade
Publicidade