Publicidade
Esportes
#PARTIURUSSIA

Casal de peruano e brasileira se prepara para embarcar para Copa do Mundo na Rússia

Com o coração dividido entre as duas nações, eles vão presenciar o retorno do Peru ao maior torneio de futebol do mundo e, claro, torcer pelo Brasil 27/05/2018 às 09:35
Show zcr0127 04f
(Foto: Euzivaldo Queiroz)
Valter Cardoso Manaus (AM)

Países próximos geograficamente, e tão distantes no mundo do futebol. O Brasil é o maior campeão da história das Copas do Mundo, presente em todas as disputas do mundial e um dos favoritos à conquista deste ano. O país vizinho, Peru , se encaminha apenas para a quinta disputa no torneio, voltando após 36 anos de ausência.

Coincidentemente, 36 anos também é a idade de José Luis Paestegui Huanca, peruano, que vive desde a adolescência no Brasil e se prepara para embarcar para a Rússia. “É muito emocionante para toda a população do Peru, hoje em dia o futebol no Peru está se vivendo todos os dias nas ruas. O pessoal está muito animado com a Copa do Mundo porque se classificou depois de 36 anos, aí o pessoal está muito animado e nós também ficamos muito animados e queremos ir para acompanhar, para dar esta força ao Peru e também para o Brasil”, revelou o empresário, que vive em Manaus.

A experiência no mundial vai ser a segunda de José Luis, que acompanha o maior torneio de futebol do planeta. A primeira vez foi justamente na edição passada, no Brasil, quando acompanhou todos os jogos na capital amazonense.

O sentimento ficou vivo e, depois da heróica classificação peruana para a Copa do Mundo, a ideia de embarcar rumo à nova experiência voltou a tona.  “A decisão de ir para a Rússia foi porque o Peru foi classificado. Como ele está há muito tempo sem se classificar para o Mundial, então foi uma loucura”, explicou Shirley, esposa de José Luis. A brasileira também se prepara para torcer para os dois países em terras russas, mas a parte verde e amarela do coração fala mais alto. “Vou torcer para o Brasil, até porque é ele que vai ganhar (risos), mas também para o Peru, fico feliz por eles participando”, garantiu.

  José Luis, por sua vez, é mais otimista quando assunto é a sua seleção. Para ele, o time tem tudo para fazer uma boa campanha no retorno à Copa do Mundo. “Acho que o Peru tem capacidade para passar da primeira fase. Acho que vai fazer uma campanha boa, mesmo sem Paolo Guerreiro, mas acho que a seleção tem tudo para passar da primeira fase”, garantiu o empresário. Ainda assim, ele  assume que o seu lado brasileiro tem mais chances de ser o campeão. “O Brasil, por quem também estamos torcendo muito, acho que vai ser campeão”, pontuou.

O Peru está no Grupo C da Copa do Mundo e tem como adversários a Dinamarca, França e Austrália na primeira fase.  A reestreia no Mundial será no próximo dia 16.

A passagem para o país sede da disputa já está garantida, o ingresso do primeiro jogo também e, nos próximos dias, a expectativa é de garantir entrada nos próximos confrontos. Na bagagem, além de bandeiras e camisas, o peruano-brasileiro vai partir com o sonho de torcer para suas duas nações de coração. “Desde os 13 anos eu já vivo no Brasil então eu gosto muito do País, porque me acolheu e todo mundo me tratou bem, como se fosse minha segunda pátria. Eu amo o Peru, mas também amo o Brasil”, garante José.

 Assim como os itens que mandou confeccionar especificamente para representar os dois países na Rússia, José já definiu como vai ser a torcida no frio da Rússia. “Juntos, sempre juntos. Os dois países”, finalizou.

Publicidade
Publicidade