Publicidade
Esportes
Craque

Cavaleiro amazonense almeja o maior salto da carreira: os Jogos Olímpicos do Rio 2016

João Victor Lima completa 18 anos em 2015 e, com a maioridade, chega a permissão para saltar obstáculos mais altos. Com ótimos resultados em 2014, o jovem quer estar com a Seleção na próxima Olimpíadas do Rio 2016 28/12/2014 às 16:54
Show 1
O jovem cavaleiro amazonense João Victor Lima almeja saltos mais altos em 2015.
Lorenna Serrão Manaus (AM)

Em 2015, o cavaleiro João Victor de Lima completará 18 anos e mais do que conquistar a maioridade, ele terá autorização para saltar obstáculos de 1,60m - altura permitida em Olimpíadas. Mas para isso, o amazonense - que mora e treina na Europa há mais de dois anos - terá que encontrar o cavalo ideal. De férias em Manaus, o atleta conversou com o CRAQUE e falou sobre os seus novos objetivos.

O próximo ano promete ser um divisor de águas para o cavaleiro, que descobriu o hipismo ainda na infância e que agora, aos 17 anos, é o principal nome da modalidade no Amazonas e está entre os destaques do Brasil. Com excelentes resultados e convocações para representar o país Canarinho em torneios internacionais, João tem grandes chances de fazer parte do time verde e amarelo nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

Mas, mesmo competindo com os melhores do mundo e fazendo parte do pódio em praticamente todos os torneios pela Europa, o amazonense prefere manter os pés nos chão e saltar um obstáculo de cada vez, sem ultrapassar nenhuma etapa antes de conquistar a tão sonhada vaga para o maior evento de esportes do planeta.

“Eu espero participar das Olimpíadas, claro, mas para isso preciso me adaptar aos saltos de 1,60 m e também encontrar um cavalo que esteja acostumado com essa altura. Como só completo 18 anos em 2015, só terei autorização para saltar obstáculos de 1,60 m a partir do dia 1º de janeiro”, disse.


“Hoje meus saltos são de até 1,50 m. Por isso, meu objetivo ano que vem será ter mais experiência na altura de 1,60 m, me adaptar com o novo cavalo e assim garantir bons resultados", completou o atleta - que tem como treinador ninguém menos que Nelson Pessoa (pai de Rodrigo Pessoa, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas em 2004).

Sobre a convocação para as Olimpíadas do Rio 2016, João Victor disse que a lista com os quatro atletas que representarão o Brasil nos Jogos só deve sair 20 dias antes da abertura oficial do evento.

“Até lá não dá para saber quem será chamado. Para ser convocado depende de muitas coisas e ter um excelente cavalo é fundamental. No meu caso, tenho que estar montando bem e tendo sempre bons resultados”, comentou.

E os desafios para o próximo ano não param por aí. Desde que resolveu treinar na Europa, João Victor conta com o patrocínio de Álvaro de Miranda, o Doda (medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 1996 e 2000). Mas o contrato, que a princípio era de um ano e depois foi renovado por mais uma temporada, termina este mês, ou seja, o amazonense começará o ano sem patrocinador.

“Estou tranquilo em relação a isso (patrocínio), o apoio do Doda foi realmente fundamental e me ajudou bastante até aqui. Mas acredito que em breve vou encontrar um novo patrocinador, pelo menos é o que u espero", comentou o jovem.

Férias e foco em 2015

João Victor de Lima, que está em Manaus há uma semana, já tem compromissos marcados para o próximo ano e por isso as férias do cavaleiro número 1 do Amazonas, só devem durar até o dia 14 de janeiro. “Devo ficar em Manaus até o dia 14. O meu primeiro compromisso do anos está marcado para o dia 25 de janeiro, uma competição na Espanha. Depois volto para a Bélgica e por volta do dia 20 embarco para Wellington (EUA), onde vou participar pela Seleção Brasileira de Hipismo, da Copa das Nações, dessa vez pela categoria Young Riders.

Este ano, João Victor participou da Copa das Nações pela categoria Júnior e ajudou a equipe brasileira a conquistar a medalha de ouro. Por esse motivo, o amazonense acredita que em 2015 o resultado não será muito diferente.

“Estou muito confiante que vamos conseguir o título também na categoria Young Riders. Nossa equipe está forte com os dois cavaleiros que residem na Europa e mais dois atletas que estão tendo ótimos resultados no Brasil”, disse. E para fazer bonito nas competições, João conta também, além dos treinamentos com Nelson Pessoa, com as orientações de Renato Cobra (filho de Nuno Cobra, que foi preparador físico de Ayrton Senna e é o especialista mais famoso do Brasil).

Publicidade
Publicidade