Publicidade
Esportes
PELADÃO 2016

Central e Canibais empatam e classificação para final só sai no decorrer da semana

Semifinal Master do Peladão Brahma 2016 terminou em 0 a 0 e arbitragem achou melhor adiar a decisão nos pênaltis 16/01/2017 às 10:20 - Atualizado em 16/01/2017 às 11:52
Show laoal
Depois do 0 a 0 no tempo normal, Central e Olímpico estavam na igualdade de 2 a 2 quando a arbitragem suspendeu as penalidades por falta de segurança (foto: Antônio Lima)
Denir Simplício Manaus (AM)

Haja pressão! Em jogo marcado por calor intenso tanto dentro como fora de campo, as equipes do Canibais do Rio Madeira e Central do Coroado só saberão no decorrer desta semana quem fará a grande final da categoria Master do Peladão Brahma 2016, contra o Compensa Master - que se classificou no sábado (14) com vitótia por 1 a 0 sobre o Olímpico.

A partida realizada neste domingo (15), no Campo do 1º Batalhão de Polícia Militar, no bairro Petrópolis, na Zona Sul, terminou empatada em 0 a 0 e estava sendo decidida nas penalidades. Após as seis cobranças normais, o placar apontava 2 a 2 (Sidney, pelo Central, e Zedivan, pelo Canibais, erraram) e caminhava para as batidas alternadas.

Foi quando o árbitro Celso Rezende, o “Colorau”, optou por cancelar a sequência da decisão por causa da invasão dos torcedores no gramado, que cercaram jogadores e equipe de arbitragem, pressionando os jogadores no momento crucial da semifinal.

Apenas os pênaltis

A coordenação do Peladão Brahma 2016 informou que vai aguardar os relatos apontados na súmula pelo árbitro Celso Rezende e deve marcar uma nova data ainda esta semana para que a sequência das penalidades sejam concluídas.

O que deve ocorrer é que a briga pela vaga na final seja decidida de onde parou. Ou seja, no exato momento em que Oscar, do Central do Coroado - que já havia convertido uma das batidas -, se preparava para uma nova cobrança.

O “jogão”

Durante os 60 minutos de bola rolando o que se viu foi muita categoria das duas equipes. Em um verdadeiro desfile de craques, o Central do Coroado, dos veteranos Guara, João Carlos Cavalo e Sidney, prometia passar fácil pelo time do Parque Das Laranjeiras.

Mas quando a bola rolou foram os Canibais que “comeram a bola”. Com a técnica de Zedivan no meio de campo e Marquinho e Zezinho infernizando no ataque, o time treinado por Marinho Macapá cansou de perder gols. Principalmente na segunda etapa de jogo, quando o goleiro Carlinho se transformou num verdadeiro paredão salvando por diversas vezes as metas da equipe da Zona Leste.

Quando as bolas chutadas pelo time do Canibais não paravam em Carlinho, era a dupla de zaga formada por Otacílio e Eraldo que segurava as pontas na cozinha do Central.

No final do jogo, Preto, do Canibais, obrigou Carlinho a operar mais um “milagre” em cobrança de falta. Por fim, exaustos, os jogadores do Central até comemoraram o término da partida e a decisão nas penalidades. Mas essa decisão ainda não acabou e promete ser emocionante até o último chute.

Ficha Técnica:

Canibais do Rio Madeira - Edson; Maria, Duda, Cafú, Preto, Vladimir, Teteco, Zedivan, Delquinha, Marquinho e Zezinho. Téc: M.Macapá
Central do Coroado - Carlinho; Eraldo, Otacílio, Zé Virgílio, Naú, Guara, Magno, Sidney, J.C.Cavalo, Oscar e Maranhão. Téc: Cabeça
Estádio: Campo do 1º BPM/ Petrópolis
Motivo: Semifinal categoria Master Peladão Brahma 2016
Árbitro: Celso Rezende, o Colorau
Penalidades: 2 a 2 até interrupção

Publicidade
Publicidade