Publicidade
Esportes
Craque

Centro de Mao aberto à ciclistas no domingo (17)

O grupo Guaribike ainda promete levar 150 ciclistas para participar de uma manifestação pacífica em prol da vida. 15/03/2013 às 21:18
Show 1
Na ocasião, será lançada a campanha 'Respeite o Ciclista'
acritica.com Manaus (AM)

Será realizado no domingo (17), das 7h às 11h, a primeira edição do Projeto Ciclofaixa, que vai liberar 2 quilômetros da Avenida Getúlio Vargas, Centro de Manaus, para que os ciclistas  possam passear pelo Centro da Cidade em cima da “magrela”.

De acordo com o Departamento de Engenharia do Detran, a Ciclofaixa irá iniciar na Avenida Getúlio Vargas com a Rua Ramos Ferreira, seguirá até a Avenida Sete de Setembro (esquina com o colégio Estadual), contornará a Praça da Polícia pela José Paranaguá com a Floriano Peixoto e retornará a Getúlio Vargas.


Em todo o percurso, estarão presentes dez agentes de educação do Detran  e mais dez coordenadores e professores da Semdej.

“Nosso objetivo é oferecer um espaço com segurança para todos os públicos. Na Ciclofaixa, ainda será lançada a campanha “Respeite o Ciclista”, que fará parte das ações do Detran e da Secretaria Municipal de Desporto e Juventude (Semdej) para melhorar a relação entre ciclista e motorista”, afirmou o titular da Semdej, Fabrício Lima.

Manifestação em prol da vida

Aproveitando a estréia da primeira Ciclofaixa no Centro da Cidade, o grupo Guaribike está organizando para este domingo uma manifestação pacífica em prol da vida. Segundo a coordenadora do grupo, Cláudia Valente de Oliveira, em torno de 150 ciclistas sairão do Parque dos Bilhares, bairro Chapada, Zona Centro-Sul, todos vestidos de branco até a Avenida Getúlio Vargas, e ficarão concentrados na Praça da Polícia (José Paranaguá com a Floriano Peixoto).


“Vamos fazer esta manifestação pacífica para clamar por justiça e paz, enfatizando o caso do David Santos Souza, que teve o braço amputado em um acidente na Avenida Paulista (domingo passado). Além disso, estamos confiantes que com esta Ciclofaixa, que terá a fiscalização e orientação das entidades municipais e governamentais, os ciclistas e os motoristas comecem a entender seus direitos e deveres”, comentou Valente, que pedala há dois anos.

Publicidade
Publicidade