Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.gif
publicidade
publicidade

Craque

Cerimônia de encerramento dá o clima no Maracanã antes de a bola rolar para a decisão da Copa

Evento teve como conceito a celebração do futebol e de valores relacionados ao esporte, como liberdade, solidariedade, paixão e diversidade


13/07/2014 às 14:59

Antes de a bola rolar na final da Copa do Mundo de 2014, astros da música tomaram conta do Maracanã, no Rio de Janeiro. O gramado do estádio carioca cedeu espaço para que uma grande lona com a bandeira do Brasil e o símbolo do Mundial fosse esticada e servisse para o desfile dos artistas.

A bateria da escola de samba Acadêmicos do Grande Rio deu o tom da batida, enquanto dançarinos, passistas e porta bandeiras representavam os 32 países que participaram do torneio. Quatro bonecos, um em cada canto do campo, e duas Brazucas gigantes completaram o cenário.

A primeira a subir ao palco foi a colombiana Shakira, que cantou ao lado do brasileiro Carlinhos Brown a música “Dare”. Em seguida, e sem deixar a música parar, o guitarrista mexicano Santana fez os acordes soarem alto ao lado do cantor Alexandre Pires e do rapper haitiano Wyclef Jean que entoaram o hino oficial da Copa “We will find a way”.

O brasileiro Alexandre Pires continuou a festa e emendou outro hino, desta vez o do maior templod o futebol: “Domingo vou ao Maracanã”. Quem pediu passagem, em seguida, foi a baiana Ivete Sangalo que adentrou o campo acompanhada pelo mascote Fuleco.

Ela cantou “Vai rolar a festa” e “Poeira”. Uma mistura de músicas brasileiras, com todos juntos no palco, inclusive Shakira que carregava o filho no colo, encerrou a cerimônia.

publicidade
publicidade
Morre 2º homem atingido por tiros do Exército contra carro de família no Rio
Número de mortos em desabamento de prédios no Rio de Janeiro sobe para 20
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.