Publicidade
Esportes
Craque

Chad Mendez diz que José Aldo tem vantagens sobre Conor MCGregor

O lutador que já enfrentou tanto o irlandês como o brasileiro diz que Aldo não só bate mais forte como também luta de forma inteligente 23/09/2015 às 15:05
Show 1
Chad Mandes aposta em Aldo
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Como se não bastasse as provocações do irlandês Conor McGregor ao lutador brasileiro José Aldo, o atual terceiro colocado no ranking dos pesos-penas do UFC, Chad Mendes colocou mais lenha na fogueira. Conor McGregor e José Aldo se enfrentam no dia 12 de dezembro no UFC 194, em Las Vegas.

Nenhum lutador conhece tão bem o desempenho de brasileiro e irlandês quando Mendes. O lutador possui três derrotas na carreira – duas para José Aldo e uma para Conor MCGregor – e comparou os dois lutadores, dando uma vantagem para o brasileiro em entrevista ao site Combate.com. Para Mendez, Aldo luta com inteligência, mas o trunfo de McGregor pode ser o condicionamento físico.

“Aldo é duro! Claro, é complicado para comparar, porque eu não estava na minha melhor forma, então fica um pouco difícil de realmente avaliar o Conor, mas eu acho que o Aldo bate mais forte, é mais rápido e tem mais armas em seu jogo de chão e em suas habilidades na trocação. Acho que a única coisa que poderia favorecer o Conor é o seu condicionamento físico. Se ele puder fazer igual ao Nick Diaz, com aquelas provocações que ele gosta de fazer, que é o seu ponto forte, ele pode levar vantagem, mas se o Aldo se preparar para isso, eu não vejo como o Conor pode vencê-lo”, disse.

Chad Mendes também acredita que a luta não acabará em nocaute mesmo com a qualidade dos dois lutadores.

“Claro que os dois têm chances de vencer, mas não vejo essa luta acabando com um nocaute. Óbvio que tudo pode acontecer lá dentro, mas os dois absorvem bem os golpes e, como disse, acho que o Aldo tem mais armas na luta agarrada. Nós o vimos contra o Mark Hominick, e ele quedou o Mark toda vez que se sentiu em perigo lutando em pé. Acho que ele pode fazer o mesmo contra o Conor. Senti o wrestler do Conor e senti o jogo de chão do Aldo e o Aldo é muito forte e eu acho que ele pode entrar lá e vencer essa luta de forma inteligente, mantendo a trocação justa, mas usando o seu wrestling e o seu jogo de chão para derrotar o McGregor”, declarou.

Mas antes que os seus dois ex-rivais se enfrentem, Chad voltará aos octógonos no dia 11 de dezembro na luta principal do “TUF Finale 22”, em Las vegas. O seu adversário será o ex-campeão dos leves, Frankie Edgar.  Ao contrário da luta contra MCGregor, dessa vez, Chad terá tempo para se preparar para o duelo.

“Eu e o Frankie temos estilos muito parecidos. Nós dois temos uma orientação do boxe e do wrestling. Sinto que a diferença entre nós dois é a nossa força. Acho que tenho mais força do que o Frankie. Ele tem muita potência, mas nós já o vimos lutar contra caras como o Gray Maynard, que tem um pouco mais de força do que ele, e o Gray foi capaz de acertá-lo e machucá-lo em uma luta. Acho que a chave para esse combate será manter o ritmo acelerado e  conseguir usar minha força e velocidade. Sinto que o nosso wrestling vai ser muito parecido, assim como a nossa estratégia. Vai fazer a diferença quem entrar lá e fizer o que tem que ser feito primeiro", finalizou.


Publicidade
Publicidade