Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
Craque

Chegou a hora! Fast e Iranduda fazem o primeiro jogo do Amazonense de 2015 neste sábado

A partida - que terá transmissão ao vivo pela TV A Crítica - acontecerá neste sábado, 21, às 15h, no estádio da Colina, Zona Oeste de Manaus



1.jpg Fast começa a caminhada para tentar quebrar um jejum de 43 anos
21/02/2015 às 13:51

A partida de abertura do Barezão 2015, que acontece neste sábado, dia 21, no estádio da Colina, Zona Oeste de Manaus – e que terá transmissão ao vido da TV A Crítica - traz duas equipes que fizeram suas pré-temporadas totalmente distintas uma da outra. Enquanto o time do Fast Club é conhecido de todo torcedor fastiano, a equipe do Iranduba é envolta em uma nuvem de mistério. A diretoria do Hulk irandubense escondeu o elenco da imprensa o quanto pode. Somente na tarde de sexta-feira, quando a equipe fez um treino recreativo em um campo da Zona Centro-Sul de Manaus, é que a imprensa foi liberada para conversar com os jogadores e comissão técnica.

Por outro lado, o Rolo Compressor treinou com os portões do estádio da Ulbra abertos para quem quisesse ver. O comandante Tricolor, Ney Júnior, deixou bem claro que pretende ter o time na mão para tentar quebrar o tabu de 43 anos sem títulos.
Físico x tático
Outro detalhe diferencia os preparativos das equipes que entram logo mais no gramado da Colina está na preparação dos esquadrões. O elenco do Iranduba tem como treinador Frederico Braz, o goiano é formado em Educação Física e baseou a preparação do grupo de jogadores na forma física.



A equipe Alviverde só realizou um amistoso durante os 40 dias em que esteve treinando em uma academia na Zona Oeste de Manaus. Na ocasião, o time do Iranduba foi derrotado pelo São Raimundo por 3 a 2. Pelos lados do Fast Club, se os treinamentos físicos não foram tão intensos,  o que não faltou foi jogo-treino.

Foram cinco duelos contra equipes amadoras do Estado e o Rolo Compressor atropelou em três oportunidades e empatou em outras duas.
 Com uma equipe bastante rodada - a média de idade do provável time titular é de 31 anos -, a aposta maior da diretoria fastiana fica por conta da experiência do elenco. A prova disso está no zagueiro Ediglê e no armador Rosembrick, o primeiro deve “xerifar” lá atrás e o segundo é promessa de municiar o ataque. 

Ficha Técnica:

Fast Club X Iranduba

Local: Estádio Ismael Benigno – a Colina

Árbitro: Antônio Carlos P. Frutuoso

Auxiliar 1: Anne Kesy Gomes de Sá

Auxiliar 2: Marcos Santos Vieira

Quarto árbitro: Uesclei Regison Pereira dos Santos

Fast Club: Zé Carlos; Amaral, Márcio Abrahão, Ediglê e Rodrigo Ítalo; Rondinelli, Roberto Dinamite, Michel Parintins e Rosembrick; Deivid Macedo e Charles. Técnico: Ney Júnior.

Iranduba: Darlan; Gabriel, Pastor, Luiz, William e Mandágua, Douglas, Rogério Pedra & Somália, Hilário e Castor. Técnico: Frederico Braz.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.