Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
Craque

Chegou a hora! Naça estreia fora de casa, na Copa Verde

Leão da Vila Municipal vai enfrentar o Vilhena-RO, no estádio Portal da Amazônia, em Rondônia



1.jpg Técnico Sinomar Naves vai ter o primeiro desafio do ano
08/02/2015 às 09:15

Enfim chegou a hora do Leão. O Nacional vai estrear oficialmente na temporada 2015. Treinando desde o final do ano passado, o time comandado por Sinomar Naves entra em campo pra valer às 17hs de hoje diante do Vilhena-RO, no estádio Portal da Amazônia, em Rondônia, pela abertura da Copa Verde. Depois de realizar dois amistosos na pré-temporada contra São Raimundo e Operário - onde sofreu uma derrota e aplicou uma sonora goleada, respectivamente -, o Leão da Vila Municipal aposta suas fichas em um elenco leve e que gosta de jogar pra frente. Prova disso é o retorno do meia Fininho, que trocou o Princesa do Solimões pelo Naça.

O habilidoso meio-campista é titular absoluto no time de Sinomar Naves e, além de municiar os homens de frente do Naça, ainda é um dos melhores finalizadores da equipe. Fininho é daqueles jogadores que surpreende a defesa adversária não só pela eficiência nos passes, como também nos tiros de média distância. Entre idas e vindas o meia, de 29 anos, deseja mais do que nunca fazer uma grande campanha com a camisa do Nacional e deixar no passado a confusão em que se envolveu na final do Amazonense de 2014 quando ainda vestia o uniforme do Tubarão.

“Assim que cheguei aqui (Nacional) alguns torcedores não gostaram. Mas graças a Deus, com os treinos e as boas atuações, eles foram vendo que eu dei uma virada na minha vida e o que eu quero agora é ser feliz aqui no clube. Agora eles me apoiam e admitem que eu fui uma boa contratação para a equipe”, afirmou Fininho.

 
Leão invicto
O Naça defende sua invencibildade na Copa Verde. Na edição passada, o “Mais Querido” empatou com o acreano Plácido de Castro no jogo de ida e venceu o jogo da volta, no Gilbertão, em Manacapuru. Nas quartas de final do torneio, o Nacional pegou o Remo-PA e depois de arrancar o empate, em Belém, o time então comandado por Francisco Diá decepcionou a torcida amazonense em casa. Com toda a pompa e circunstância da inauguração da Arena da Amazônia, o Leão amazonense voltou a empatar com o Leão paraense dessa vez em 2 a 2. Com maior número de gols marcados na casa do adversário, a equipe do Pará avançou no torneio.

O rival
A equipe do Vilhena-RO, ao contrário dos que muitos pensam treina desde o início de janeiro com parte do time de juniores que participou da Copa São Paulo de Juniores e fez a pré-temporada em Mogi Mirim, no interior paulista. Sob o comando do experiente técnico Márcio Bittencourt, a equipe do VEC só se apresentou oficialmente em solo rondoniense no último dia 2 de fevereiro.

O Lobo do Cerrado, inclusive, já realizou um amistoso contra o time do Mogi Mirim, que está na elite do futebol de São Paulo, e arrancou um empate em 2 a 2 contra o time que tem o ex-craque Rivaldo como presidente. Márcio Bittencourt prepara o VEC pensando no confronto contra o Nacional pela Copa Verde e, ao contrário de Sinomar Naves, tem bastante informações sobre o adversário de hoje pelo torneio interestadual.

“Eles têm quatro atletas que já trabalharam comigo, é um clube melhor estruturado que o Vilhena, mas nós estamos trabalhando duro e arduamente para estarmos preparados para os dois confrontos”, comentou o treinador para um site de notícias de Rondônia.

Assim como o Leão, o Lobo de Rondônia mudou praticamente todo o time que disputou o campeonato local em 2014. Do elenco que conquistou o quinto título do Estadual no ano passado, apenas cinco atletas continuam no clube. Entre as contratações o destaque é o meia Elvis, que foi campeão da Copa do Brasil, em 2005, com o Paulista-SP. Dois estrangeiros também estão no grupo, são os laterais argentinos Nicholas e Ruan, que já vestiram a camisa do River Plate. Desde que desembarcou em Vilhena, o elenco do VEC intensificou os treinamentos coletivos para que os atletas aprimorem o entrosamento.

Ficha Técnica
Vilhena Wagner Asmir; Henrique Pangella, Lucas Pivatto, Marinho e Jonatas Vieira; Rai, Carlinhos,Vinicius e Elvis; Roallase e Elton Cuiabá.  Tc: Márcio Bittencourt.

Nacional Rodrigo Ramos, João Rodrigo, Maurício Leal, Robinho e André Luiz; Lídio, Bruno Potiguar, Fininho e Thiago Marin; Wanderley e Hyanthony.  Tc: Sonimar Naves

Estádio:  Portal da Amazônia:   Árbitro: Antonio Neuriclaudio (Acre) Auxiliares: Renner Santos e Mario Jorge (Acre). Horário: 17h

 

 

 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.