Publicidade
Esportes
DE VOLTA À FRANÇA

Ciclista amazonense Rebeca Fonseca inicia nova temporada na França

Em busca de evolução, Rebeca, de 26 anos, chega à França para o seu segundo ano de treinos e competições. 23/03/2018 às 07:52
Show ciclista
Rebeca afirma que 2017 foi um ano de evolução para ela, e que este ano pretende evoluir mais ainda com a temporada na França. (Fotos: Jair Araújo/ A crítica)
Jéssica Santos Manaus (AM)

Passando a temporada 2017 na França, a ciclista amazonense Rebeca Fonseca, 26, viveu um ano de aprendizado e evolução, representando a equipe UVCA Troyes. Agora, em 2018, especificamente ontem, dia 22, ela desembarcou novamente no país europeu para mais uma temporada de treinos e competições, levando na bagagem o sonho olímpico e também muitas energias positivas de seus familiares e amigos, que torcem para que ela tenha um ano ainda mais vitorioso e enriquecedor.   

No ano passado ela conquistou a 16º colocação na última etapa da Copa da França, uma das competições mais disputadas do país, com cerca de 100 ciclistas por prova; também ganhou etapas de provas regionais, e ainda ficou entre as 10 primeiras colocadas em várias competições na Bélgica, com presença de várias atletas profissionais. Com vários resultados expressivos, Rebeca possui objetivos bem traçados para este ano.

“Meu primeiro objetivo é melhorar minha colocação em relação ao ano passado (na Copa da França). Como são muitas meninas, a ideia era ficar entre as 50 colocadas, no ano passado, que eram as que pontuavam e, este ano a ideia é que dê pra ficar entre as três primeiras. Meu segundo objetivo é ficar entre as três também no Campeonato brasileiro porque pretendo voltar ao Brasil no meio do ano para participar dessa competição e, com um bom resultado, posso pleitear uma vaga para as próximas Olimpíadas”, afirma 
Rebeca.

Vida e treino na França

Este ano Rebeca vai participar das seis etapas da Copa da França e também da Copa da região parisiense (Coupe d'Île de France), ou seja, será mais um ano cheio de provas, até outubro, quando termina a temporada. Mas em junho Rebeca vem ao Brasil para participar do campeonato brasileiro de ciclismo e, com um bom resultado, conseguir a sonhada convocação para a seleção brasileira da modalidade.

Além disso, vêm mudanças na vida francesa de Rebeca. Ano passado, ela vivia em Germaine, como hóspede na casa da família Robert, do dono da equipe, mas agora ela viverá sozinha, num apartamento alugado na cidade que dá nome à equipe: Troyes. “Vai ser bom viver em Troyes porque é uma cidade maior, posso conhecer mais pessoas, melhorar meu francês, e terei a possibilidade de treinar com pelo menos três meninas da equipe lá. Será bom até por uma questão de assistência em alguma necessidade pessoal, não somente pelos treinos”, acrescenta a atleta.

Nesta temporada, ao contrário da anterior, quando Rebeca seguia os treinos do técnico da equipe francesa, ela fará o treinamento do seu esposo e treinador, Gil Machado Jr., a distância. “Como vai ter o campeonato brasileiro, quero fazer um treino que abrace os dois tipos de provas (as provas da França e a do Brasil), e o Gil conhece mais as minhas características”, disse Rebeca, garantindo que não terá prejuízo por trazer seu treino ‘de casa’. “As meninas da equipe só treinam juntas no começo do ano, durante o training camping. Durante o ano, treinamos com os meninos e fazemos treinos no vácuo (quando o ciclista se posiciona atrás de uma bike ou veículo maior para alcançar maior velocidade com menos esforço), então irei adaptar os treinos”, explica.

Amizades e família

Para Rebeca, as amizades feitas na França são um incentivo a mais para seguir com seu plano inicial – fazer as temporadas lá até as próximas Olimpíadas. “Há ótimas pessoas no meu círculo de amizade lá, as próprias meninas de equipe, a comissão técnica. São muito receptivos e isso conta muito, me faz sentir em casa”, afirma Rebeca.

Mas, se por um lado, Rebeca terá pessoas especiais a aguardando na França, por outro lado, a ciclista vai deixar família e amigos com saudades em Manaus. “Deixo eles (seu esposo e filho) de coração partido, mas com a convicção de que busco o melhor para todos nós. Eu vivo o sonho de muitos atletas e inclusive o do meu marido, que é meu técnico, e ele é minha maior força junto com meu filho, pois me apoiam em tudo o que eu quero. Não faço nada sem pensar neles”, ressalta.

Rebeca é querida também pelos seus amigos, que estiveram com ela, da mesma forma, nessa jornada rumo à França. A atleta ganhou uma bike do seu patrocinador para que pudesse sorteá-la numa rifa e, assim, arrecadar subsídios para a viagem – e seus amigos participaram comprando muitas rifas e apoiando a atleta.  “Sem a ajuda dos amigos, nem sei como eu conseguiria me manter motivada, principalmente”, disse ela, que possui os seguintes patrocínios: Aguacrim, TV A Crítica, Alta Estação Turismo, Oggi, Ofice bike, Pátio Gourmet, Nutro Body Performance, Body shape e Bolsa-Atleta.

6 meses

É o tempo que a ciclista Rebeca Fonseca vai passar na cidade francesa de Troyes, para a temporada 2018 de competições. Em junho, no entanto, ela vem ao Brasil para o Campeonato Brasileiro de ciclismo. O foco é marcar pontos no ranking nacional da modalidade.

Frase:

Foi um ano de muito aprendizado, evoluí ao longo da temporada, conquistei resultados ótimos, que me motivaram muito e, este ano, na França novamente, busco resultados ainda melhores’ 

Publicidade
Publicidade