Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
Craque

‘Clássico da Saudade’ define o campeão paulista de 2015

Palmeiras e Santos fazem a final do campeonato mais disputado do Brasil. Robinho vai tentar fazer o que nem Pelé fez quando atuava na Vila Belmiro



1.jpg Robinho comanda o Peixe final diante do Palmeiras
30/04/2015 às 20:40

No ano em que o “Clássico da Saudade” chega ao seu centenário o Santos tem uma missão que nem o maior jogador de futebol de todos os tempos conseguiu superar: vencer o Palmeiras em uma final de Campeonato Paulista. Claro, que as duas equipes se enfrentaram apenas uma vez em toda história do torneio, mas na ocasião que o duelo decisivo aconteceu quem levou a melhor foi o time alviverde.

Desde a final do Paulistão de 1959, que acabou ocorrendo em janeiro de 1960, Peixe e Porco não decidem a competição. Passadas cinco décadas ficaram as lembranças dos grandes times que tinham em seus elencos monstros do futebol brasileiro como, Valdir de Moraes, Julinho Botelho e Djalma Santos, pelo Palmeiras; e Zito, Pepe e Pelé pelo Santos. Tempo de futebol arte que não se vê mais nos gramados nacionais, por isso o nome Clássico da Saudade.

No entanto, um remanescente da arte de jogar bola pode vingar o Rei e trazer para a Vila Belmiro a taça do Paulistão. Robinho, que ficou de fora do primeiro jogo da final por conta de uma lesão na coxa, está de volta à equipe santista e promete desequilibrar a decisão em favor do Peixe. O craque do time da Baixada Santista foi escolhido  juntamente ao zagueiro David Braz, ao meia Lucas Lima e ao veterano atacante Ricardo Oliveira para compor a seleção do campeonato paulista.

Robinho + 10

Com o retorno de Robinho, o único desfalque certo no time santista é o zagueiro Paulo Ricardo, expulso no primeiro joga da final. Mesmo se recuperando de uma dengue, o defensor Werley pode ir pro jogo ao lado de David Braz. O técnico Marcelo Fernandes tem todos os jogadores à disposição e deve ir com força máxima pra cima do Porco. Até o lesionado Valencia tem chances de retornar a equipe. O atacante Gabigol também implora por uma chance e pode ser uma surpresa no time santista para a grande final de hoje, na Vila Belmiro.

Valdívia faz teste

Se Robinho é certeza de retorno ao time do Santos, o meia Valdívia, que também ficou de fora da primeira finalíssima, como sempre é dúvida. Com dores no joelho esquerdo, o chileno fará teste no vestiário da Vila Belmiro minutos antes da partida. Valdívia, que participou de somente  quatro jogos na temporada, chegou a ser citado na súmula da partida no Allianz Parque por ter xingado a arbitragem.

O que movimentou os bastidores da final paulista foi o vazamento de um vídeo em que Robinho, do Palmeiras lidera o “funk da vitória” logo após a derrota no estádio palmeirense. A “apresentação” não caiu bem junto aos jogadores alviverdes e o atacante Leandro Pereira chegou a comentar que achou desrespeitoso e alfinetou os santistas de volta: “Só não chorem depois”.

Ainda no lado palmeirense o Robinho alviverde foi escolhido o “craque da galera” e o time de Oswaldo de Oliveira ainda foi representado pelo goleiro Fernando Prass, o veteraníssimo lateral Zé Roberto, os volantes Arouca (que é dúvida para a final) e Gabriel, além do próprio Oswaldo de Oliveira, escolhido o melhor técnico do campeonato.


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.