Publicidade
Esportes
Craque

Clássico paraense leva 40 mil ao Mangueirão e humilha times do Sul e Sudeste

O clássico paraense levou quatro vezes mais público que Botafogo x Fluminense. O jogo terminou com a vitória do Clube do Remo por 2 a 1 28/01/2013 às 17:29
Show 1
Torcida do Remo faz a festa no Mangueirão
AFI Belém (PA)

Remo e Paysandu estão fora do cenário nacional há algum tempo. Isso, porém, não é suficiente para diminuir o amor dos paraenses pelo futebol. A prova disso aconteceu no Re-Pa 713 realizado no último sábado. Um total 41.604 torcedores lotaram as dependências do Mangueirão, em Belém, para o primeiro clássico do ano, vencido pelo Leão, por 2 a 1.

O clássico paraense humilhou, pelo menos no quesito público, outros três clássicos pelo Brasil. O tradicional Clássico Vovô entre Fluminense e Botafogo levou pouco mais de 10 mil pessoas do Engenhão. Isso porque era a reestreia do holandês Seedorf.

O Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, também recebeu um público decepcionante. Apenas 7.020 torcedores viram a vitória da Ponte Preta sobre o Guarani, por 3 a 1. Muito por conta da carga limitada de 1,5 mil ingressos aos alvinegros.

Entretanto, o recorde negativo ficou por conta do clássico goiano entre Atlético e Goiás, que terminou empatado, por 1 a 1, neste domingo. Pouco mais de 4 mil pessoas foram ao Serra Dourada, que tem capacidade para mais de 40 mil torcedores.

Os 39.076 pagantes proporcionaram uma renda bruta de R$ 832.120,00. Como o total de despesas foi de R$ 247.263,00, cada clube teve um lucro líquido com o jogo de R$ 292.228,50. Valor suficiente para garantir um fôlego financeiro para o Campeonato Paraense.

Nem mesmo um inesperado temporal, típico do inverno amazônico, diminuiu os ânimos das duas torcidas. Os dois lados fizeram muita festa. E quem riu por último foram os azulinos, que viram o time estragar a estreia do ídolo bicolor Iarley, autor do gol do Papão.

Publicidade
Publicidade