Publicidade
Esportes
Craque

Cliper/Tefé quer vencer o Operário para sonhar com acesso

Aliviado com a primeira vitória na competição, a Águia Dourada sonha em conseguir o acesso à Série A do Amazonense 21/11/2014 às 22:24
Show 1
Carlos Prata ainda acredita no acesso do Cliper/Tefé
Anderson Silva Manaus (AM)

Os três pontos no meio de semana foram mais que suficiente para fazer o técnico do Cliper/Tefé, Carlos Prata, acreditar na possibilidade de fazer a Águia Dourada voar rumo à elite e trabalhar um pouco mais aliviado. Se o primeiro desafio foi cumprido, agora a missão vai ser mais complicada.

O adversário deste domingo, às 17h, no estádio Ismael Benigno, a Colina, no Bairro São Raimundo, Zona Oeste de Manaus, será o segundo melhor time da Taça Estado do Amazonas; o Operário que não joga há duas rodadas por conta das folgas na tabela. As duas equipes empataram em 1 a 1 na primeira fase.

Com o retorno do zagueiro Victor, que cumpriu suspensão automática, o time que venceu o Tarumã por 2 a 1 vai motivado para a disputa.

“Vamos correr atrás, o Cliper e o Operário são equipes experientes. Acho que agora estamos mais aliviadas, já passou a tensão da primeira vitória. E ficamos sem vencer na primeira fase. Temos que jogar diferente vou no 442 variando par ao 451, a intenção é marcar um gol e segurar”, assegurou o treinador.

A ausência do público nos estádios tem incomodado o treinador que afirma que a “segundinha” tem oferecido bons jogos de qualidade para o público.

“Vai ser um grande jogo. Gostaria que o torcedor fosse ao estádio, nem que seja pra xingar e jogar pedra, mas que vá para o jogo. Precisamos desse incentivo. Tem tantas partidas boas nos estádios e pouco público”, lamentou.

Tarumã e CDC Nova Olinda

Na outra partida da segunda rodada, às 15h30, no estádio Jornalista Carlos Zamith, no bairro Coroado, Zona Leste de Manaus, o jovem Lobo do Norte – que utiliza a equipe Sub-20 em testes para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior – enfrenta o CDC Nova Olinda, derrotado para o Rio Negro dentro do estádio Castanheirão, em Nova Olinda do Norte (Distante a 135 quilômetros de Manaus).

Publicidade
Publicidade