Terça-feira, 13 de Abril de 2021
Disputa

Clipper bate o Penarol fora de casa e conquista segunda vitória no Barezão 2021

Gol solitário de Charles Chenko garantiu o triunfo da Águia Dourada por 1 a 0, no Floro de Mendonça



clipper_manaus_futebol_7B73C613-B97F-4931-9D41-5A6CBE4EE360.jpg Foto: Ney Xavier
04/04/2021 às 19:26

Na estreia do treinador Mazinho, o Clipper conquistou a segunda vitória no Barezão 2021. Com gol de Charles Chenko no fim da primeira etapa, a Águia Dourada bateu o Penarol por 1 a 0 no estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara.

As equipes voltam a campo neste meio de semana, pela oitava rodada da competição. Na quarta-feira (7), o Clipper enfrenta o Iranduba, no estádio da Colina. Já o Penarol fará o clássico de Itacoatiara contra o JC, na quinta-feira (8), às 15h, tendo como palco o Floro de Mendonça.



O jogo

A partida ficou aquém do nível técnico aguardado entre os atuais campeões estaduais das Séries A e B. Aos 14 minutos, a equipe de Itacoatiara já estava com um a menos. O goleiro Pedro Henrique, após saída atrapalhada, acabou expulso por tocar com o braço na bola fora da área, obrigando o técnico Edmilson de Jesus a fazer sua primeira alteração. O ‘sacrificado’ foi o atacante Denner, que deu lugar ao goleiro Bernardo.

Com um a mais em campo, o Clipper ignorou o ‘fator campo’ e tentou iniciar uma blitz no adversário. O treinador Mazinho - que assumiu o comando da equipe após o pedido de demissão de Alberone - lançou a equipe ao ataque, sacando o volante Robson e promovendo ao jogo o atacante Wellinghton Silva.

A mudança demorou a surtir efeito, mas aos 40 minutos, o Clipper conseguiu chegar ao gol. Após bom avanço de Caíque, Wellinghton Silva recebeu livre e cruzou a meia altura, no miolo da área, para o artilheiro Charles Chenko. O camisa 17 não perdoou e fez 1 a 0. Sem mais emoções, o primeiro tempo terminou com a vantagem para o Clipper.

Susto na segunda etapa

O roteiro do segundo tempo foi igual ao da primeira etapa: equipes com muitas dificuldades - principalmente no setor de criação - e erros de passes, agravados por uma condição do gramado no mínimo duvidosa. Aos 7, em uma escapada pela direita, Wellinghton Silva tentou lançar na área, no entanto, foi interceptado pelo desatento Rafael Franco, cuja bola acertou em cheio o rosto do jogador, que caiu no gramado desacordado. Foi preciso a intervenção da ambulância e o jogo ficou paralisado por pelo menos 15 minutos.

Após o reinício do espetáculo, os mesmos erros de antes se repetiram. O Clipper se retraiu em campo e passou a apostar na velocidade de Caíque e na experiência de Charles Chenko. Já o Penarol buscava a todo custo o gol de empate, mas o que se viu foi um show de passes e finalizações erradas. O goleiro Darlan, arqueiro do Clipper, sequer foi efetivamente incomodado e mesmo com ambas as equipes ficando com 10 em campo, após a expulsão de Wellinghton Silva, o placar seguiu inalterado.

Com a vitória, o Clipper salta para a quarta posição, somando oito pontos. O Penarol cai para a quinta posição, com sete pontos.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.