Segunda-feira, 19 de Abril de 2021
DUELO

Clipper encara Iranduba na Colina a partir das 16h de hoje (7)

Diante do ‘Lanterna Verde’, Águia Dourada busca a segunda vitória consecutiva no ano. Hulk tenta somar os primeiros pontos



f72c37b4-3238-4863-80e9-069d4848f22d_BEF71AC5-DD02-4A92-A62B-44DC58C3A753.jpg Foto: João Normando/FAF
07/04/2021 às 09:48

O Clipper visita o Iranduba nesta quarta-feira (7), às 16h, no estádio Ismael Benigno, a Colina. Vivendo momentos distintos na competição, o Iranduba segue sem pontos e vê a chance de passar para a próxima fase cada vez mais longe. Por outro lado, o Clipper - atual quinto colocado - quer dar sequência ao bom momento.

A equipe comandada por Mazinho tem como esperança de gols o atacante Charles Chenko. Referência da Águia Dourada, o experiente atleta atravessa boa fase após o retorno da aposentadoria. E, ainda que esteja destoando fisicamente do restante da equipe, Chenko vai ganhando ritmo e fazendo gols.



"Queria voltar a jogar e provar para mim mesmo que poderia render mais. Estou feliz demais no Clipper e com meus companheiros, que sempre acreditaram no meu futebol. Gols são consequência dos jogos e dos meus companheiros por sempre me acharem dentro da área", disse o camisa 17, autor de dois gols e uma assistência no Barezão.

Charles também ressaltou a importância do jogo, mas alertou para uma motivação a mais que o Iranduba possa ter, para tentar reverter a situação no campeonato.

"Ficamos sabendo da mudança no comando da equipe do Iranduba, agora pode ser mais complicado, pois os jogadores vão querer mostrar futebol para o próximo treinador. Vamos entrar respeitando o Iranduba como respeitamos as outras equipes, mas vamos atrás dos três pontos, pois estamos querendo acabar essa fase entre os quatro primeiros colocados", finalizou.

Respeito e concentração

Buscando se aproximar do topo da tabela, a Águia Dourada busca, diante do Hulk, emplacar a segunda vitória seguida, feito que ainda não conseguiu alcançar no torneio. O treinador Mazinho pregou respeito ao adversário, ressaltou o péssimo contexto que envolve o Iranduba, mas afirmou que é o tipo de jogo que dá mais confiança ao grupo.

"É um jogo muito importante para nós e, mesmo com as dificuldades que o adversário está passando, nós temos que manter o nível de concentração que tivemos no jogo diante do Penarol e, aí sim, procurar fazer o resultado positivo que nos colocará em uma situação muito boa no campeonato e, com isso, ter mais tranquilidade e confiança para a sequência da competição", detalhou o treinador, que vai para a sua segunda partida no comando da Águia, após o pedido de saída de Alberone.

Hulk enfraquecido

Ostentando a pior campanha do Barezão com nenhum ponto somado, pior defesa e pior ataque, o Iranduba ainda tem chances matemáticas de classificação. No entanto, é necessário que o clube vença todos os próximos três jogos. Além disso, o treinador Gabriel Moura pediu desligamento da equipe.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.