Publicidade
Esportes
FUTEBOL

Melhor organizado, Clipper vence o Nacional por 3 a 0 em partida no Ismael Benigno

A partida foi a última rodada do primeiro turno do Campeonato Amazonense de Juniores 01/07/2017 às 17:50 - Atualizado em 01/07/2017 às 17:51
Show cliper
Melhor organizado em campo, a equipe comandada pelo treinador Ralph Prestes não tomou conhecimento da pesada camisa do Naça e partiu pro ataque. Foto: Antônio Lima
Denir Simplicio Manaus (AM)

Na abertura da sétima e última rodada do primeiro turno do Campeonato Amazonense de Juniores, o Clipper venceu o Nacional pelo placar de 3 a 0, na tarde deste sábado  (1) , no estádio Ismael Benigno, a Colina e chegou a seu segundo triunfo no torneio. Com gols de China, Romario e do goleiro Gustavo em cobrança de penalidade, o time aurinegro chegou aos nove pontos na competição, já o Leão permanece com sete.

Melhor organizado em campo, a equipe comandada pelo treinador Ralph Prestes não tomou conhecimento da pesada camisa do Naça e partiu pro ataque. Confuso, o Leão, dirigido pelo técnico Robson Garanha se defendia atrás.

A pressão do Clipper surtiu efeito aos 40 minutos do primeiro tempo, quando o zagueiro Fábio recuou mal e China aproveitou. O camisa 11 do “Time Alado” roubou a bola e empurrou pro gol: 1 a 0 pro Clipper.

Ma segunda etapa, Garanha mexeu no Naça, mas foi o Clipper que alterou o marcador. Em nova bobeira do zagueiro Fábio,  aos 25 minutos da etapa final, Adonias rouba a bola , dribla o goleiro e rola limpa para Romario fazer o segundo dos meninos da Zona Leste. Clipper 2, Leão 0.

O golpe de misericórdia no atordoado Leão veio no fim do jogo. Penalidade a favor do Clipper que se deu ao luxo de colocar o goleiro Gustavo na marca da cal. Não deu outra: bola no fundo das redes do Nacional e  vitória do Clipper confirmada.

“Pra nós, que somos da Zona Leste e treinamos em campo de barro, mas a seriedade do trabalho é o mesmo, saímos daqui, além da vitória, com uma conquista. Porque ganhar do Nacional com a estrutura que eles têm,  não é uma vitória qualquer”,  afirmou o técnico Ralph Prestes logo após o apito final na Colina.

Publicidade
Publicidade